Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Tradução em castelhano de livro de Mário Soares apresentada no Senado espanhol

"Um político assume-se", de Mário Soares é apresentado no Salão dos Passos Perdidos do Senado das Cortes Gerais espanholas.
Lusa 19 de Novembro de 2021 às 13:25
  Jorge Sampaio e Mário Soares
Jorge Sampaio e Mário Soares
A tradução em castelhano do ensaio autobiográfico "Um político assume-se", de Mário Soares, traduzido por Martha Esperanza Ramos de Echandia, é apresentada no Salão dos Passos Perdidos do Senado das Cortes Gerais espanholas na quarta-feira.

O livro, que em castelhano tem como título "Mário Soares o la lucha por la democracia" ("Mário Soares ou a luta pela democracia", em português), tem prólogos de Pedro Sánchez, atual primeiro-ministro de Espanha e também secretário-geral do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), e de José Luís Zapatero, ex-primeiro-ministro e antigo líder do mesmo partido.

A apresentação da obra será feita por María Cristina Narbona Ruiz, senadora e vice-presidente primeira do Senado (câmara alta do parlamento), que também é presidente do PSOE.

"Mário Soares: Um Político Assume-se: Ensaio Autobiográfico, Político e Ideológico" foi publicado pela primeira vez em Lisboa em 2011 pela editora Temas e Debates.

Mário Soares, nascido em 1924 e falecido em 2017, foi a principal referência da transição de Portugal de um regime ditatorial para o atual regime democrático, instituído depois da revolução feita em 25 de Abril de 1974.

Primeiro-ministro de Portugal de 1976 a 1978 e de 1983 a 1985 e Presidente da República de 1986 até 1996, Mário Soares foi cofundador do Partido Socialista português, a 19 de abril de 1973, tendo iniciado na sua juventude o seu percurso político, nomeadamente integrando grupos de oposição ao Estado Novo.

Ver comentários