Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Um ano em imagens para ver em Lisboa

Os acontecimentos mais marcantes de 2006 em todo o Mundo, e em Portugal também, estão desde ontem expostos em imagens, no Museu da Electricidade em Lisboa. Trata-se da exposição do World Press Photo (WPP) e apresenta cerca de duas centenas dos mais significativos trabalhos, de um total de 78 083 imagens enviadas a concurso por 4460 fotógrafos de 124 países. Em paralelo decorre também a mostra do 7.º Prémio Fotojornalismo VISÃO|BES.
17 de Agosto de 2007 às 00:00
A exposição no Museu da Electricidade reúne cerca de duas centenas de fotografias
A exposição no Museu da Electricidade reúne cerca de duas centenas de fotografias FOTO: Duarte Roriz
O Museu da Electricidade foi o local escolhido para a exposição, destronando o CCB. De acordo com representantes da exposição, o Museu da Electricidade empresta à mostra uma força superior à de outros locais usados nos 17 anos de presença da mostra em Portugal. Sérgio Figueiredo, administrador da fundação EDP, revelou ainda que é objectivo do museu transformar-se num dos alvos principais de um novo centro da cidade de Lisboa e insinuar-se entre os mais importantes espaços europeus.
No ano em que completa a sua 50.ª edição, foi a foto do canadiano Spencer Platt, da Getty Images, que arrecadou o mais importante galardão. A imagem de um grupo de jovens libaneses conduzindo um carro num bairro de Beirute, após um bombardeamento israelita. Para Michele McNally, presidente do júri da WPP, a fotografia premiada “reflecte a complexidade e a contradição da vida no meio do caos e nos faz olhar para além do óbvio”.
Por seu lado, Manuel de Almeida, da agência Lusa, foi o vencedor da 7.ª edição do prémio Fotojornalismo VISÃO/BES, com a imagem dramática de um oficial paquistanês das Nações Unidas, captada a 25 de Maio de 2006.
O certame português recebeu mais de 6 100 fotografias a concurso, e um número recorde de 215 candidaturas, sendo que só 16 fotógrafos foram distinguidos pelo júri composto por MaryAnne Golon, directora de fotografia da revista ‘TIME’, Jean-François Leroy, director do festival Visa Por L’ Image e pelos fotojornalistas Kadir Van Lohuizen e Stanley Green da agência Vu e Moises Seman do ‘New York Newsday’.
A mostra das melhores fotografias de 2006 distinguidas no país e no Mundo vai estar patente até 9 de Setembro.
Ver comentários