Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Williams falha suicídio no ecrã

‘Aproveita a Vida Henry Altmann’ é um dos últimos filmes com o ator.
Rui Pedro Vieira 6 de Outubro de 2014 às 18:00
 Robin Williams é salvo pela médica interpretada por Mila Kunis em ‘Aproveita a Vida Henry Altmann'
Robin Williams é salvo pela médica interpretada por Mila Kunis em ‘Aproveita a Vida Henry Altmann' FOTO: D.R.

"Carpe Diem." Esta era a principal mensagem que a personagem de Robin Williams, no filme ‘O Clube dos Poetas Mortos’ (1989), passava aos seus estudantes e é também a que domina um dos últimos filmes rodados pelo ator, que se suicidou aos 63 anos, no dia 11 de agosto. A comédia dramática ‘Aproveita a Vida Henry Altmann’, que chega na quinta-feira às salas de cinemas portuguesas, aborda o tema da morte e coloca Robin Williams numa situação que se viria a verificar próxima do desfecho trágico da estrela de ‘Bom Dia Vietname’ e ‘Jumanji’.

Nesta adaptação de um filme israelita, o ator veste a pele de um homem que se deixa dominar pelos ataques de raiva e que negligencia a família. Ao descobrir que tem um aneurisma cerebral, Henry (Williams) entende que só tem 90 minutos de vida, depois de uma falha de comunicação com a médica (Mila Kunis), que o atende num dia mau. Em desespero, chega a lançar-se da ponte de Brooklyn, mas escapa com vida.

A partir daqui, ‘Aproveita a Vida Henry Altmann’ torna-se uma corrida contra o tempo, com Henry à procura da redenção em pouco mais de hora e meia.

O filme tem recebido críticas mistas. Contudo, vai tornar-se um ponto relevante na carreira de Williams por, ironicamente, se assumir como um bilhete de despedida agridoce do cinema. 

Robin Williams O Clube dos Poetas Mortos Henry Altmann Bom Dia Vietname Mila Kunis Brooklyn
Ver comentários