Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

World Press Photo abre em Lisboa

A mostra do World Press Photo inaugurou ontem à noite, às 21h30, e a partir de hoje, das 10h00 às 18h00 (excepto segunda-feira), desfilam perante o olhar de curiosos e amantes da fotografia mais de 80 fotografias premiadas na edição deste ano no Museu da Electricidade, em Lisboa.
20 de Junho de 2009 às 00:30
Fotografia vencedora foi tirada nos EUA
Fotografia vencedora foi tirada nos EUA FOTO: Anthony Suau

Da ostentação kitsch das casas do romani na Roménia à miséria dos sem-abrigo de São Paulo, Brasil; da fúria da Natureza no vulcão de Chaitén, no Chile, às ruínas do sismo de Beichuan, China; da alegria de Obama ao desespero dos tanzanianos albinos, está tudo ali, no Museu da Electricidade, em Lisboa, numa mostra que colecciona sensações em imagens que provocam mil emoções.

A imagem vencedora, à entrada, reflecte um momento universal: a crise financeira que se traduz por imagem que parece de guerra, onde um homem fardado de pistola em punho remete para o cenário do Iraque mas, ao ler-se a legenda, surge a surpresa: é afinal um polícia no Ohio, EUA, a confirmar se há alguém na casa desarrumada cujos donos receberam ordem de despejo por não mais poderem pagar a hipoteca.

Sinal dos tempos actuais captado por Anthony Suau, fotógrafo norte-americano de 53 anos que venceu o WPP, repetindo um feito que conquistou há 22 anos. “Só houve três fotógrafos que ganharam mais do que uma vez o World Press Photo”, explicou ao CM Femke van der Walk, responsável de projecto da exposição.

O WPP 2009 registou um número recorde de inscrições – 96 268 fotos captadas por mais de cinco mil profissionais de 124 nacionalidades – e, nesta edição, também aumentou a participação dos portugueses: 50 fotografias inscritas, isto é, mais 27 do que no ano anterior.

Pela terceira vez no Museu da Electricidade, a mostra espera atrair milhares de visitantes, à semelhança dos dois anos anteriores: em 2008 11 mil pessoas foram ver as imagens que marcam a história da fotografia e, em 2007, 13 mil acorreram ao local. O choque e o chique da qualidade fotográfica para ver até 19 de Julho.

Ver comentários