Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Abel Ferreira à conquista da Libertadores no Palmeiras

Final poderá ser novamente disputada por uma equipa dirigida por um português.
Ricardo Tavares 7 de Janeiro de 2021 às 08:35
Abel Ferreira viu a FIFA chamar “máquina verde” à equipa que vem dirigindo com sucesso
Abel Ferreira viu a FIFA chamar “máquina verde” à equipa que vem dirigindo com sucesso FOTO: JUAN IGNACIO RONCORONI
Abel Ferreira e o Palmeiras estão muito perto de lutarem pela conquista da Taça Libertadores. A equipa de São Paulo ganhou (3-0) quarta-feira de madrugada ao River Plate, em Avellaneda, a casa emprestada dos argentinos, na primeira mão da meia-final da prova arrecadada, em 2019, pelo Flamengo, então dirigido por Jorge Jesus.

O River Plate, finalista vencido na última edição, a jogar na Argentina, começou bem, mas os brasileiros, que terminaram com mais uma unidade – Carrascal foi expulso –, marcaram três golos, por Rony, Luiz Adriano e Viña. O treinador português não embandeira em arco com o triunfo confortável fora, como atesta o seu discurso após o jogo com a equipa de Marcelo Gallardo: “Vamos continuar focados. Como fizemos três, aqui [em Avellaneda], é possível o River ir a nossa casa e fazer também três [golos]. Temos é de estar preparados e em alerta”.

Abel Ferreira, que tem um percurso no Brasil parecido com o que teve de Jorge Jesus, vencedor do Brasileirão e da Libertadores, sublinhou, quando interpelado sobre a ausência de Luan (rendido por Alan Empereu), que a estrela do Palmeiras “é a equipa”. Uma equipa elogiada esta quarta-feira pela FIFA. O órgão máximo do futebol mundial chamou “máquina verde” à formação treinada pelo português.

A segunda mão realiza-se na madrugada de terça-feira. Quem passar esta meia-final defrontará o vencedor da outra meia-final, entre o Santos e o Boca Juniors. A final está marcada para o Maracanã, no Rio de Janeiro, no dia 30 deste mês.
Ver comentários