Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Alverca assegura salário à família de Alex Apolinário

Clube garantiu que nada faltará à mulher e aos dois filhos do jogador, que morreu na quinta-feira.
Vânia Nunes 9 de Janeiro de 2021 às 01:30
 Alex Apolinário
Artur Moraes, vice-presidente 
da SAD do Alverca, garantiu ajuda
 Alex Apolinário
Artur Moraes, vice-presidente 
da SAD do Alverca, garantiu ajuda
 Alex Apolinário
Artur Moraes, vice-presidente 
da SAD do Alverca, garantiu ajuda
A mulher e os filhos de Alex Apolinário, que morreu aos 24 anos, na quinta-feira, depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória em campo no domingo, ao serviço do Alverca, vão ser apoiados pelo clube. “O jogador tinha contrato por mais um ano e meio. Nada vai faltar à família e esse é um compromisso que assumimos”, assegurou Artur Moraes, antigo guarda-redes do Benfica e atual vice-presidente da SAD alverquense. Os colegas de equipa também estão em choque com a partida de Alex Apolinário e mostram-se unidos e solidários com a família do jogador brasileiro. Tanto que Ariane e os dois filhos, Nícolas, de cinco anos, e Antonella, de dois, têm passado estes dias em casa de Eurico Lima, do Alverca. “Temos de continuar e honrar tudo o que o Alex fez por este clube. Era um jogador humilde, amigo do seu amigo e um supercraque. Todos viam a sua simplicidade”, disse Fernando Orge, presidente do clube.

A mãe do jogador, Vânia, que vive no Brasil, está de “coração partido”. “Sinto pena dos filhos que ele deixou, a mulher que ele amava. Sempre nos ajudou. Tinha muitos sonhos. Não queria vê-lo voltar num caixão.”

Alex Apolinário e a família viviam em Portugal desde janeiro de 2019
A família espera pelos trâmites legais para a trasladação do corpo para o Brasil, mais concretamente para Luís Antônio, São Paulo. “O velório vai ser aqui. O corpo deve chegar em sete dias”, disse o irmão, Fabrício.

Ver comentários