Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

APAF quer castigo exemplar para as agressões no Estrela da Amadora-Benfica B

Para o organismo, é "inaceitável que continue a existir episódios destes no desporto".
Lusa 30 de Novembro de 2021 às 13:51
Árbitros
Árbitros FOTO: Getty Images
A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) mostrou-se esta terça-feira solidária com a equipa de arbitragem alegadamente agredida no jogo Estrela da Amadora-Benfica B, da 12.º jornada da II Liga, e pediu um castigo exemplar.

"Pedimos que o Conselho Disciplina tenha uma ação de consequências exemplares e os tribunais civis condenem criminalmente os comportamentos e as ações. Apelamos também que as entidades organizadoras das competições garantam de forma eficaz a segurança nos recintos desportivos para que não se repitam estes episódios que nos envergonham. Iremos agir disciplinarmente e judicialmente sobre todos os incidentes do jogo de ontem [segunda-feira]", lê-se num comunicado da APAF.

Para o organismo, é "inaceitável que continue a existir episódios destes no desporto, mais grave ainda numa competição profissional que deveria ser o exemplo para os milhares de adeptos e jovens praticantes".

"Estes episódios mancham o que tanto de bom se vai fazendo. Continuamos esperançados que a sensação de impunidade não perdure muito mais tempo no futebol português", acrescentou.

O árbitro Miguel Nogueira relatou ao Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) a existência de agressões no jogo entre o Estrela da Amadora e o Benfica B, o que levou aquele órgão a participar a ocorrência ao Conselho de Disciplina federativo.

"O árbitro do Estrela da Amadora-Benfica B, da II Liga, relatou ao CA, esta segunda-feira, agressões no corredor de acesso ao balneário utilizado pela equipa de arbitragem no Estádio José Gomes. Um dos responsáveis pela agressão foi identificado pelas forças de segurança presentes no estádio", informou hoje o CA, em comunicado.

No encontro disputado na segunda-feira, o Benfica B venceu por 6-3 o Estrela da Amadora, que acabou reduzido a nove jogadores, por expulsão de André Duarte e Afonso Figueiredo.

Logo após o encontro, o clube da Reboleira contestou a arbitragem, tendo o diretor executivo, Marco Ferreira, anunciado que vai "agir criminalmente" contra o árbitro assistente Nuno Pereira, exigindo "um pedido de desculpas da Liga, do Conselho de Disciplina e da equipa de arbitragem".

O Benfica B lidera a II Liga, após 12 jornadas, com 26 pontos, mais 10 do que o Estrela da Amadora, que ocupa o nono posto.

Ver comentários