Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Benfica isola-se na liderança após vitória frente ao Farense

Seferovic entrou e bisou e Odysseas defendeu o mesmo penálti duas vezes.
Filipe António Ferreira 5 de Outubro de 2020 às 09:46
Darwin e César num lance  aéreo, sob o olhar do árbitro Tiago Martins
Darwin e César num lance aéreo, sob o olhar do árbitro Tiago Martins FOTO: Paulo Calado
Objetivo cumprido para o Benfica, novo líder isolado da Liga. Venceu sem brilhantismo um Farense que jogou desinibido no Estádio da Luz e que merecia um resultado diferente.

A equipa de Jorge Jesus teve uma primeira parte fraca. Marcou, teve outras chances para dilatar o marcador, mas sem a qualidade de outras exibições.

Os algarvios estenderam-se sempre bem no terreno e pressionaram a zona de criação das águias. Ainda assim, a equipa encarnada conseguiu em algumas ocasiões sair em superioridade numérica. Numa delas deu golo. Rafa recuperou uma bola, arrancou e assistiu Pizzi para o 1-0. O Benfica como que adormeceu e deixou a formação orientada por Sérgio Vieira dominar em alguns momentos.

Teve uma boa oportunidade para marcar por Stojiljkovic, mas Odysseas defendeu. O grego que, pouco depois, quase comprometia numa saída mal calculada. Jesus gritava para corrigir posicionamentos, mas a equipa quase sempre perdia as segundas bolas e não conseguia manter a posse.

Nada mudou após o descanso. O Farense continuou a ter mais bola e a dominar o Benfica. Dispôs de uma grande penalidade, que Ryan Gauld não conseguiu marcar (Odysseas defendeu duas vezes, uma delas porque o penálti foi repetido). Mas segundos depois, Otamendi não subiu ao segundo andar onde já estava Lucca. Estava feito o empate que era inteiramente justo.

Logo em seguida, Jesus mudou três peças e o Benfica melhorou um pouco. Passou a ter mais bola, mas só à entrada dos dez minutos finais é que Seferovic resolveu. Primeiro de cabeça e depois com o pé esquerdo.

A terminar, Otamendi voltou a comprometer e Patrick reduziu. Benfica é líder mas ainda tem muito a melhorar. Paragem para as seleções vai permitir a Jesus trabalhar vários aspetos, nomeadamente defensivos.

Jesus manda recado a Vieira sobre central
"Com este jogo ficaram todos a perceber porque quero um central. Espero que o Benfica o consiga até fechar o mercado. Mas um central que faça diferença. Ter um por ter não preciso, fico com os que cá estão." Este foi o recado que Jorge Jesus deixou à direção liderada por Luís Filipe Vieira sobre a necessidade de reforçar o eixo da defesa. "A equipa entrou um pouco ansiosa. É um sinal do que é esta equipa e do que aconteceu o ano passado. Agora, tenho de lhes dar qualidade técnica" , salientou o treinador em declarações à BTV.

"Sou o melhor candidato"
"Neste momento sou o melhor candidato, não tenho dúvidas", disse ontem Luís Filipe Vieira durante a visita à casa das águias em Ovar. O líder encarnado lamentou os ataques nos últimos meses: "Há cerca de um ano e meio para cá todos têm aparecido a desgastar e a falar mal de mim e do Benfica."

Noronha ataca vendas
"Depois de o ter declarado intocável e fundamental para Jesus, tal como Rúben Dias, Vieira declarou que Vinícius podia valer 60 milhões. Passados uns meses, Vinícius sai por 3 milhões (...) Afinal os intocáveis foram os primeiros a sair", disse ontem João Noronha Lopes, candidato às eleições.
Ver comentários