Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Braga resiste e lidera

O Sp. Braga venceu ontem a Académica por 2-0 e confirma a manutenção na liderança da Liga, no jogo que marca o regresso de Domingos Paciência a Coimbra.

18 de Janeiro de 2010 às 00:30
Meyong e Alan festejam o primeiro golo bracarense em Coimbra
Meyong e Alan festejam o primeiro golo bracarense em Coimbra FOTO: Paulo Novais/Lusa

A força dos bracarenses foi notável desde o início da partida, apesar de os estudantes dificultarem o trabalho ofensivo aos visitantes à entrada da área, com destaque para Berger.

A quatro minutos do final da primeira parte, Mossoró desenha um bom lance individual pela direita, mas é agarrado dentro da área por Pedrinho, que já não tinha outro meio de travar o avançado. Lucílio Baptista não teve dúvidas em assinalar a grande penalidade e Meyong, na conversão, abriu o marcador.

A Académica teve nos pés de Cris a possibilidade de empatar em cima do intervalo, depois de Sougou fazer o corredor lateral-direito sozinho e cruzar para o médio, que estava isolado na área frente a frente com Eduardo, mas remate saiu fraco e desorientado.

A etapa complementar trouxe mais vontade aos estudantes de eliminar a desvantagem, mas, mesmo assim, as grandes oportunidades de golo surgiram do lado contrário, em lances de contra-ataque, com Matheus como principal protagonista. Destaque para o lance individual do avançado brasileiro, aos 71 minutos, a obrigar Rui Nereu a sair da área para dar apoio à defesa no corte da ofensiva.

O nervosismo dos estudantes fez diminuir os níveis de organização e, a dois minutos do fim, Rui Nereu acaba expulso por defender com as mãos fora da área. O livre, já de si perigoso, associado à inexperiência do avançado Licá, a desempenhar o papel de guarda-redes, facilitou o trabalho de Matheus na marcação, que fechou o marcador com o segundo golo.

"FOMOS MAIS FORTES"

Domingos Paciência era ontem um técnico satisfeito com a conquista de mais três pontos na visita ao Municipal de Coimbra. "Sabíamos que ia ser um jogo extremamente difícil frente a um conjunto muito organizado. As equipas encaixaram-se muito uma na outra, o que dificultou a nossa missão", disse o técnico bracarense, admitindo, no entanto, que os bracarenses foram "a mais forte equipa em campo".

"Marcar primeiro ajudou a tornar as coisas diferentes. Para melhor", frisou Domingos, garantindo que os minhotos vão procurar manter a liderança da Liga "o máximo tempo possível e se possível consolidá-la".

Para André Villas-Boas, técnico da Académica, o triunfo do Sp. Braga "não merece contestação", pese embora as dúvidas no lance que originou o primeiro golo: "Penso que não era penálti". 

FICHA DE JOGO

LIGA - 16.ª Jornada - 17/01/10

Estádio Cidade de Coimbra - Assistência: 4403

ACADÉMICA: Rui Nereu, Emídio Rafael, João Ribeiro, Orlando, Berger, Pedrinho, Cris, M. Fidalgo, Lito, H. Cabral, Nuno Coelho, Tiero, Licá, Sougou

TREINADOR: ANDRÉ VILLAS-BOAS

BRAGA: Eduardo, Evaldo, Leone, Moisés, Filipe Oliveira, Paulo César, Hugo Viana, R. Bastos, Vandinho, Alan, Meyong, Matheus, Mossoró, M. Garcia

TREINADOR: DOMINGOS PACIÊNCIA

Golos: 0-1 Meyong (41’ g.p.), 0-2 Matheus (90’)

Árbitro: Lucílio Baptista (Setúbal) 4

Disciplina: amarelos: Sougou (32’), P. César (38’), Pedrinho (40’), Mossoró (79’); VERMELHO: Rui Nereu (88’)

Classificação do jogo: 6

Ver comentários