Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

FC Porto vence Belenenses SAD com 'bomba' de Toni Martínez

Martínez abriu as hostilidades com um golão de fora da área, num jogo em que os dragões foram sempre superiores.
Mário Figueiredo 9 de Agosto de 2021 às 08:54
Toni Martínez remata fortíssimo à entrada 
da área para 
o 1-0, após uma assistência 
de  João Mário
Toni Martínez remata fortíssimo à entrada 
da área para 
o 1-0, após uma assistência 
de João Mário FOTO: Vitor Sousa/ Movephoto
Uma bomba de Toni Martínez (19’) lançou o FC Porto para um triunfo fácil sobre o Belenenses SAD, por 2-0, na estreia na Liga.

Sérgio Conceição manteve o jovem Diogo Costa na baliza. Apostou no 4x4x2 em que a presença do médio Bruno Costa, no lugar do lesionado Grujic, foi a grande novidade. O ataque esse esteve a cargo de Taremi e Toni Martínez, mas já lá vamos.

Os dragões, impulsionados pelo seu público, mostraram vontade de resolver a contenda bem cedo. O guarda-redes Luiz Felipe foi adiando o golo portista com um punhado de boas intervenções.

A formação de Petit revelava grandes dificuldades para circular a bola. Mas mesmo assim dispôs da primeira ocasião de golo, quando Cassierra arrancou e cruzou para um falhanço incrível de Ndour. Só com a baliza pela frente acabou por rematar ao lado. Contudo, ficam dúvidas sobre a posição do senegalês, embora o juiz nada tenha assinalado. Este lance deixou os dragões em alerta.

Com um futebol apoiado, os portistas foram empurrando o Belenenses SAD para as cordas. João Mário fazia estragos pelo lado direito e os seu cruzamentos teleguiados causavam calafrios à defesa forasteira. E é precisamente de um desses lances que Toni Martínez inaugurou o marcador. Uma bomba que fez estragos na equipa de Petit.

Os dragões circulavam a bola como queriam e nessa altura destacou-se Luis Díaz, que pareceu estar numa rotação acima dos outros jogadores. Velocidade, agressividade e objetividade. Sempre com a baliza no horizonte. Está envolvido em dois lances polémicos na área, após choques com Cafú Phete e o guarda-redes Luiz Felipe. No primeiro, o juiz, após o recurso ao VAR, reverteu a sua decisão de assinalar penálti e, na segunda, mandou jogar.

E Luis Díaz acabou mesmo por ver a sua exibição coroada com um bom jogo, após uma grande jogada individual de João Mário. Aliás, o jovem lateral também se apresentou num nível altíssimo.

A passividade do Belenenses SAD fez também o FC Porto baixar o ritmo. A estreia vitoriosa na Liga estava garantida. Conceição geriu o plantel a pensar nas novas batalhas. Já a equipa de Petit encheu-se de brio e fez os dois únicos remates enquadrados com a baliza no período de... descontos.

Ver comentários