Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Jesus admite “momento mais difícil da época” para o Benfica

Técnico das águias reconhece que a equipa não está tão forte como estava antes de perder dois jogos.
Filipe António Ferreira 24 de Outubro de 2021 às 10:07
Jorge Jesus
Jorge Jesus FOTO: Lusa
"É o momento mais difícil da época. Num jogo o Benfica ganhou mas não foi em 90 minutos [Trofense para a Taça]. Para uma equipa que não sabia o que era perder, não ganhar há dois jogos [Portimonense na Liga e Bayern na Liga dos Campeões] é difícil”, disse este sábado Jorge Jesus na antevisão ao jogo deste domingo (18h00), em Vizela, para o campeonato nacional.

O técnico das águias sabe o que é preciso fazer para inverter esta série menos positiva: “Se não ganhaste estes últimos três jogos, já não estás tão forte como estavas, porque vinhas a ganhar os jogos todos. Agora, vais tentar é inverter novamente. Como? Ganhando ao Vizela e os jogos que se seguem.”

Apesar da goleada sofrida, Jesus tira coisas positivas do encontro com o Bayern para a Champions. “Psicologicamente, é verdade que perder é sempre perder, nunca é bom. Mas perdemos com um adversário que é fora do contexto, não do Benfica, mas de todas as equipas. E a recuperação foi mais física do que psicológica. Porque esta derrota também nos fez aprender coisas boas. A única coisa má foi o resultado. Não deixou marcas”, salientou o técnico da águias, que voltou a falar de uma “equipa fora da caixa, com grandes jogadores”: “O Benfica jogou com um adversário que, praticamente, é a seleção da Alemanha. Só três jogadores é que não jogam na seleção da Alemanha [na realidade, foram seis não alemães no onze titular na Luz].”

Sobre o Vizela, o técnico das águias relembra que a equipa que subiu este ano à Liga “ainda não perdeu em casa”. “Se formos por aí, o Benfica ainda não perdeu fora. As duas derrotas que tem são em casa”, destacou Jorge Jesus, explicando que os jogadores que têm entrado e que não são habituais titulares têm revelado “alguma falta de andamento”.

sem receio da covid-19
“Não estou preocupado [medo de infeção com Covid-19, depois de Julian Nagelsmann, treinador do Bayern, ter acusado positivo]. O contágio já não é tão fácil, estamos todos vacinados e não é o que era há um ano”, disse Jorge Jesus.

encarnados com seis indisponíveis
Para o jogo em Vizela, Jorge Jesus não pode contar com seis jogadores, todos eles lesionados: Rodrigo Pinho, André Almeida, Gedson, Gil Dias, Valentino Lazaro e Seferovic. O suíço é aquele que tem a recuperação mais avançada e pode reaparecer no jogo seguinte da Liga, frente ao Estoril.

álvaro quer equipa com “coragem”
“O Benfica vai jogar com a obrigação de ganhar, contra um adversário que tem a obrigação de jogar o jogo pelo jogo e ir em busca dos três pontos. Será um jogo entre duas equipas com um futebol atrativo e de ataque, com a baliza nos olhos”, disse este sábado Álvaro Pacheco, técnico do Vizela. Para este jogo, o treinador dos minhotos conta com a “coragem” dos seus jogadores, até porque o objetivo passa pela conquista dos três pontos. “Se no final não formos capazes, diremos que o empate foi bom”, garantiu o treinador do Vizela, que ainda não perdeu no seu estádio. A equipa ocupa o 12º lugar.
Ver comentários