Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Judoca Djibrilo Iafa termina no nono lugar o torneio de -73 kg nos Jogos Paralímpicos

Portugal está representado nos jogos, que decorrem até 5 de setembro, por 33 atletas.
Lusa 28 de Agosto de 2021 às 08:14
Judoca português Djibrilo Iafa (E) contra Giordi Kaldani (D) da Georgia, durante o combate de -73kg, para deficiência visual, nos jogos Paralímpicos de Toquio 2020
Judoca português Djibrilo Iafa (E) contra Giordi Kaldani (D) da Georgia, durante o combate de -73kg, para deficiência visual, nos jogos Paralímpicos de Toquio 2020 FOTO: MIGUEL A. LOPES/LUSA
O judoca português Djibrilo Iafa terminou este sábado na nona posição o torneio de -73kg para atletas com deficiência visual dos Jogos Paralímpicos Tóquio2020.

Djibrilo Iafa (B1), que se estreou em competições paralímpicas, perdeu o primeiro combate por 'ippon' com o georgiano Giorgi Kaldani (B2), mas acabou por ser repescado.

No Nippon Budokan, onde Jorge Fonseca conquistou em 29 de julho passado o bronze olímpico nos -100 kg, Djibrilo Iafa foi derrotado no segundo combate pelo ucraniano Ruffat Mahomedov (B3), também por 'ippon'.

Djibrilo Iafa, de 29 anos, repetiu assim o nono lugar conseguido por Miguel Vieira nos Jogos Rio2016, na edição que marcou a estreia de Portugal em competições paralímpicas de judo.

No judo adaptado, os atletas competem divididos por categoria de peso, independentemente do grau de visão, sendo que os judocas da classe B1, da qual faz parte Djibrilo Iafa, são os que têm a visão mais comprometida.

Portugal está representado nos Jogos Paralímpicos Tóquio2020, que decorrem até 5 de setembro, por 33 atletas.

Djibrilo Iafa Portugal desporto Jogos Paralímpicos judo Tóquio
Ver comentários