Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Marcelo diz que seleção portuguesa "jogou muito bem, mas faltou sorte" para vencer frente à Bélgica

Chefe de Estado falava aos jornalistas no final do jogo entre a seleção portuguesa com a Bélgica por 1-0, no Estádio de La Cartuja, em Sevilha.
Lusa 27 de Junho de 2021 às 22:58
Marcelo Rebelo de Sousa assiste ao jogo Bélgica-Portugal
Marcelo Rebelo de Sousa assiste ao jogo Bélgica-Portugal FOTO: CMTV
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou este domingo que a seleção portuguesa de futebol "jogou muito bem", sobretudo na segunda parte do jogo com a Bélgica, mas "faltou aquele bocadinho de sorte" para vencer em Sevilha, Espanha.

O chefe de Estado falava aos jornalistas no final do jogo entre a seleção portuguesa, campeã em título, hoje afastada nos oitavos de final do Euro2020, ao perder com a Bélgica por 1-0, no Estádio de La Cartuja, em Sevilha.

"Tivemos alguma sorte em 2016. Além de jogarmos bem, tivemos sorte. Aqui [em Sevilha] jogámos bem, sobretudo na segunda parte, mas não tivemos sorte. Tenho pena", lamentou Marcelo Rebelo de Sousa, sobre um desfecho "ingrato" do jogo.

Um golo de Thorgan Hazard, aos 42 minutos, selou o triunfo dos 'diabos vermelhos', líderes do 'ranking' da FIFA.

"Não era a nossa noite", comentou ainda o Presidente da República aos jornalistas, ressalvando, no entanto, que irá felicitar os jogadores da seleção portuguesa e o treinador, Fernando Santos, pelo "grande jogo, as substituições todas bem feitas, e a tempo".

O Presidente recordou "três ou quatro boas oportunidades de golo falhadas e um poste", mas rejeitou sentir-se dececionado porque, repetiu, "Portugal jogou bem".

"Estivemos excecionais neste jogo. Houve talento, faltou sorte", resumiu.

Para Marcelo Rebelo de Sousa, "foi um resultado ingrato, mas a vida é, por vezes, ingrata".

O Presidente da República não foi a Sevilha assistir ao jogo Portugal/Bélgica do Euro 2020, devido à situação epidemiológica existente na Andaluzia. Portugal foi oficialmente representado pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

A Bélgica vai defrontar nos quartos de final a Itália - que no sábado bateu a Áustria por 2-1, após prolongamento -, num embate marcado para sexta-feira, no Allianz Arena, em Munique, pelas 21:00 locais (20:00 em Lisboa).

Bélgica Marcelo Rebelo de Sousa Sevilha Espanha desporto
Ver comentários