Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Miguel Oliveira parte da 21.ª posição para o GP de São Marino

Português ficou a 0,945 do mais rápido, o italiano Énea Bastianini (Ducati).
Lusa 18 de Setembro de 2021 às 17:31
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira FOTO: Getty Images
O piloto português Miguel Oliveira (KTM) qualificou-se, este sábado, na 21.ª posição para o Grande Prémio de São Marino de MotoGP, 14.ª prova do Campeonato do Mundo de Velocidade em motociclismo.

Oliveira, que teve de passar pela Q1, terminou essa fase da qualificação em 11.º, com o tempo de 1.32,821 minutos, a 0,945 do mais rápido, o italiano Énea Bastianini (Ducati).

O piloto transalpino apurou-se para a Q2, juntamente com o espanhol Marc Márquez (Honda) e, aí, o mais rápido foi o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), autor da 'pole position'.

Bagnaia bateu o australiano Jack Miller (Ducati), por 0,245 segundos, e o francês Fábio Quartararo (Yamaha), por 0,302.

Desta forma, Miguel Oliveira, que teve aqui a pior qualificação do ano, parte da 21.ª posição.

"Foi um dia difícil. Não tivemos o ritmo nem a velocidade para ser competitivos e chegar ao mesmo nível que tivemos no ano passado. Tentamos fazer o melhor que podemos e maximizar o que temos", disse o piloto de Almada, na conferência de imprensa após a sessão.

Oliveira explicou que se sente "bem em cima da mota".

"O sentimento na mota é bom, sinto-me bem. Só estamos é muito lentos. O 'feeling' está lá, a velocidade é que não. Temos de continuar a trabalhar", referiu.

O piloto luso terá, na próxima semana, dois dias de testes (terça e quarta-feira), que tentará usar para melhorar a mota ainda este ano.

"Será o penúltimo teste antes do final da época e acho que ainda podemos melhorar aquilo que temos", disse.

O piloto português chega a esta ronda na nona posição do campeonato, com 87 pontos.

O dia ficou ainda marcado pela violenta queda do turco Denis Öncü (KTM), na terceira sessão de treinos livres de Moto3.

O piloto foi levado, consciente, para o centro médico do circuito de Misano, tendo-lhe sido diagnosticado um traumatismo cranioencefálico. Já não participou na qualificação e será reavaliado no domingo.

Pouco depois, nova queda violenta do italiano Alberto Surra (Honda), também transportado para o centro médico "consciente", depois de ter perdido a consciência durante 45 segundos. O italiano queixa-se de dores na mão direita.

Honda Miguel Oliveira São Marino Francesco Bagnaia KTM Ducati desporto motociclismo
Ver comentários