Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Paços de Ferreira condena insultos alegadamente racistas a Tanque em Vizela

"Este tipo de atitudes não pode ter lugar no desporto nem em outro qualquer contexto", reforçou o clube.
Lusa 20 de Setembro de 2021 às 15:27
Douglas Tanque
Douglas Tanque FOTO: Lusa
O Paços de Ferreira condenou esta segunda-feira em comunicado os insultos alegadamente racistas dirigidos a Douglas Tanque no decorrer do jogo em Vizela, para a I Liga de futebol, num ato que os pacenses dizem ter sido isolado.

Em comunicado partilhado nas suas redes sociais, o Paços fez saber que "condena veemente o comportamento ocorrido ontem [domingo] no Estádio do FC Vizela contra o atleta Douglas Tanque, reforçando que este tipo de atitudes não pode ter lugar no desporto nem em outro qualquer contexto".

Em causa estão os insultos alegadamente racistas dirigidos ao avançado brasileiro no momento em que este se preparava para entrar em campo, aos 80 minutos, adiantou à Lusa uma fonte do emblema pacense, lembrando que outros elementos da equipa, do treinador Jorge Simão ao futebolista Antunes, também foram "mimados" durante o encontro.

De acordo com a mesma fonte, "o Douglas Tanque ficou bastante perturbado com a palavra que lhe foi dirigida por um adepto, mas acabou por ajudar à identificação do agressor" por parte da GNR, que acabaria por identificar e retirar o indivíduo do local, na zona situada entre o banco da equipa adversária e o acesso das equipas ao relvado.

Apesar de condenar o sucedido, o Paços de Ferreira reconhece que "este foi um ato perpetrado por uma única pessoa e que em nada representa o FC Vizela e os seus adeptos", acrescentando mesmo que o clube vizelense foi "irrepreensível" na forma como recebeu a equipa pacense.

 

Paços de Ferreira FC Vizela Douglas Tanque I Liga desporto futebol
Ver comentários