Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Schumacher é trunfo de equipa de futebol

Michael Schumacher despediu-se do ‘circo’ da Fórmula 1 no passado fim-de-semana e agora afirma que as corridas já fazem parte do passado. O piloto alemão, vencedor de sete campeonatos do Mundo, quer gozar a reforma e gastar os 600 milhões de euros da sua fortuna pessoal junto da família.
26 de Outubro de 2006 às 00:00
Schumi foi sete vezes campeão do Mundo
Schumi foi sete vezes campeão do Mundo FOTO: Arno Burgi / Epa
“Não quero falar do meu futuro mas, de acordo com o meu actual estado de espírito, não quero disputar outros campeonatos fora da Fórmula 1”, confessou ontem em entrevista ao jornal ‘Sport Bild’.
No entanto, Schumacher, de 37 anos também acrescentou. “Não posso dizer com cem por cento de certeza que, dentro de dois ou três anos, não volte a correr”.
E o futuro próximo de ’Schumi’ poderá passar por outro dos seus desportos de eleição: o futebol. É que o alemão faz parte do plantel da equipa amadora do Echichens, da terceira divisão regional da Suíça, que fica perto da residência habitual de Michael, no cantão de Vaud.
“Esperamos que nos ajude a evitar a despromoção”, declarou o treinador, Patrick Ferrari, que vê em Schumacher o único talismã para salvar o clube da despromoção. Na única oportunidade que o agora ex-piloto teve para subir ao relvado, o Echichens venceu por 4--2. “Ele é bem-vindo à primeira equipa”, conclui o técnico.
Mas com a fortuna acumulada ao longo da sua carreira, Michael Schumacher poderá dedicar-se à... boa vida. O alemão pode entrar no seu avião particular com a mulher, Corinna, e os dois filhos, Gina Maria e Mick, e viajar até alguma das suas casas.
Além disso, Schumacher pode agora ir apanhar banhos de sol para a sua própria ilha. É que o xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum ofereceu-lhe uma das 300 ilhas artificiais do arquipélago The World, no Dubai. Um presente que, ao comum dos mortais, custa 4,5 milhões de euros...
Dois ferraris
E, se quiser matar saudades das corridas de Fórmula 1, Michael apenas vai ter de se deslocar à sua garagem e escolher entre os dois modelos que agora possui.
A escuderia pela qual lutou durante onze temporadas (de 1996 a 2006) ofereceu-lhe o Ferrari que conduziu no passado domingo, no Brasil, na sua última corrida como piloto de F1. Mas, já em 2000, quando conquistou o primeiro título pela Ferrari, a marca decidiu presentear Schumacher com o carro utilizado. Quem sabe a pensar em futuras ‘picardias’ com amigos, durante a reforma...
O jovem que um dia foi aprendiz de mecânico de automóveis e recebeu 270 euros por esse trabalho é hoje considerado um dos melhores pilotos da história da Fórmula 1.
Campeão por sete vezes – 1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004 –, Schumi detém vários recordes. E o seu nome ficará para sempre imortalizado nos anais daquela competição. Michael Schumacher disputou 249 grandes prémios, venceu 91 e conseguiu 68 ‘pole-positions’. Tudo isto conseguido em 15 anos de carreira, que começou ao volante de um Jordan Ford.
Corria o ano de 1991, quando um tímido e desconhecido jovem de apenas 22 primaveras surge em Spa Francorchamps, na Bélgica, para fazer a sua primeira corrida.
Considerado um talento seguro, Schumacher só correu a troco de 400 mil euros entregues a Eddie Jordan para o deixar pilotar um dos seus carros. Estava virada a primeira página da história de um dos melhores pilotos de Fórmula 1 de sempre.
Mas a estreia não foi a melhor. Apesar de hoje ter no currículo quase cem vitórias, Schumacher desistiu na primeira volta, devido a problemas mecânicos. No mesmo ano transfere-se para a Benetton Ford, equipa que lhe dá o primeiro título de campeão. E o resto da história é feita de muitas bandeiras axadrezadas...
PERFIL
Nome: Michael Schumacher
Data de nascimento: 3 de Janeiro de 1969
Naturalidade: Hürth-Hermülheim, Alemanha
Altura: 1,74 m
Peso: 73 kg
Estado civil: Casado com Corinna Betsch (1 de Agosto de 1995)
Filhos: Gina Maria (nascida em 1997) e Mick (1999)
Equipas na Fórmula 1: Jordan, Benetton e Ferrari
Estreia: 1991, em Spa Francorchamps, Bélgica
NÚMEROS
- 600 milhões de euros: Valor da fortuna pessoal
- 40 milhões de euros: Valor ganho em 2006 como piloto
- 35 milhões de euros: Valor da casa que está a construir em Glad, Suíça
- 30 milhões de euros: Valor ganho em 2006 em patrocínios e merchandising
- 28,5 milhões de euros: Valor do avião Falcon 2000 EX de dez lugares
- 27 milhões de euros: Valor recebido, após despedida, por contratos publicitários
- 4,5 milhões de euros: Valor da ilha artificial no Dubai, Emirados Árabes Unidos
- 3 milhões de euros: Valor da casa em Vuffiens le Chateau, Suíça
- 3 milhões de euros: Valor do Ferrari 248 F1 que recebeu após a última prova
- 1 milhão de euros: Valor da casa em Trysil, Noruega
- 270 euros: Primeiro ordenado como aprendiz de mecânico (anos 80)
ESPANHOL MULTIMARCAS
Fernando Alonso é hoje um dos desportistas mais requisitados pelas marcas. Depois de se ter sagrado campeão do Mundo pela segunda vez ao volante da Renault, o piloto despediu-se ontem dos funcionários da escuderia e já só pensa na McLaren Mercedes, que vai representar no próximo ano a troco de 23 milhões de euros. Mas Alonso vai poder juntar mais milhões à sua conta bancária, visto que várias marcas estão já a ‘licitar’ por um lugar de patrocinador do piloto. Vodafone, Hugo Boss e TAG Heuer são alguns dos nomes já confirmados.
Ver comentários