Barra Cofina

Correio da Manhã

Euro 2020

Inglaterra

Fique a saber tudo sobre a formação britânica.
Record 4 de Junho de 2021 às 15:57
Fique a saber tudo sobre a formação britânica.
Por Record 4 de Junho de 2021 às 15:57
A Inglaterra volta a apresentar-se como uma das favoritas e procura o primeiro título europeu da sua história. A final do Euro’2020 marcada para Wembley - os ingleses vão também realizar os três jogos da fase de grupos em casa -, poderá mesmo ser um aliciante extra para os comandados de Gareth Southgate, que desde que assumiu o cargo de selecionador conduziu a seleção dos três leões a duas meias-finais consecutivas em grandes provas: Mundial’2018 e Liga das Nações’2019.

Qualidade e soluções não faltam em todos os sectores e posições de uma seleção que tem sido capaz de regenerar-se e ser uma das mais difíceis de bater nos últimos anos, além de apresentar um futebol ofensivo e atrativo. Conseguirão os ingleses corresponder às expectativas?

Harry Kane é uma ameaça constante às defesas contrárias e o ‘alvo’ ideal para a qualidade dos jovens extremos que despontam na seleção dos três leões. O avançado do Tottenham pode deixar os spurs este verão, mas antes terá oportunidade de fazer história pelo seu país.






Chegou a selecionador inglês no arranque da qualificação para o Mundial’2018 após a polémica saída de Sam Allardyce, envolvido num escândalo de corrupção. Era a solução provisória, mas acabou por ficar e conduziu a Inglaterra ao 3.º lugar na Rússia.


Privada de Mason Greenwood, que já tinha falhado o Europeu de Sub-21, a Inglaterra apresenta-se nesta fase final do Europeu de seniores com uma verdadeira constelação de estrelas, onde entram os (ainda) lesionados Harry Maguire e Jordan Henderson. Da lista de pré-convocados iniciais caíram alguns nomes de respeito, e que tinham feito boas temporadas, como Jesse Lingard, Ben White ou Ben Godfrey. Note-se que nesta convocatória não há qualquer estreante.

A seleção dos três leões vai disputar a fase final de um Europeu pela 10.ª vez e procura o primeiro título. Nas 9 participações anteriores, o melhor resultado foi o 3.º lugar por duas ocasiões, em 1968 e 1986, quando a atingiu as meias-finais. Em 2016 a Inglaterra ficou-se pelos ‘oitavos’ e a expectativa é de que, desta vez, consiga fazer melhor.

A seleção inglesa vai disputar o Grupo D e realizar todos os três encontros da fase de grupos em casa, no estádio de Wembley. O primeiro duelo será frente à Croácia, no dia 13 de junho. Segue-se a Escócia, a 18 de junho e, por fim, o embate com a República Checa, a 22 de junho.

Peter Shilton defendeu a baliza da seleção dos Três Leões ao longo de duas décadas (entre 1970 e 1990) e nesse período acumulou 125 internacionalizações, mais cinco do que Wayne Rooney e mais 10 do que David Beckham.

1. Peter Shilton, 125
2. Wayne Rooney, 120
3. David Beckham, 115
4. Steven Gerrard, 114
5. Bobby Moore, 108
6. Ashley Cole, 107
7. Frank Lampard e Sir Bobby Charlton, 106
9. Billy Wright, 105
10. Bryan Robson, 90

O terceiro mais internacional de sempre pela Inglaterra é o maior artilheiro pelo país. Wayne Rooney celebrou por 53 ocasiões, mas esse estatuto começa a ser ameaçado por Harry Kane, que está a 19 golos do recordista e, com os seus 27 anos, tem ainda muito tempo para poder passar para a frente da lista.

1. Wayne Rooney, 53
2. Bobby Charlton, 49
3. Gary Lineker, 46
4. Jimmy Greaves, 43
5. Michael Owen, 40   
6. Harry Kane, 34         
7. Nat Lofthouse, 30
8. Alan Shearer, 30
9. Tom Finney, 29
10. Frank Lampard, 29
Nota: todos os dados presentes nesta página estão atualizados até dia 25 de maio de 2021.
Inglaterra Euro'2020