Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

A resposta da Coca-cola à atitude de Ronaldo que levou empresa a perder 4 mil milhões em bolsa

"Todos têm direito às suas preferências", refere a empresa de refrigerantes.
Correio da Manhã 16 de Junho de 2021 às 09:28
Cristiano Ronaldo desvia garrafas de refrigerantes antes da conferência
Ronaldo afasta garrafas de Coca-Cola
Cristiano Ronaldo desvia garrafas de refrigerantes antes da conferência
Ronaldo afasta garrafas de Coca-Cola
Cristiano Ronaldo desvia garrafas de refrigerantes antes da conferência
Ronaldo afasta garrafas de Coca-Cola

A Coca-Cola já respondeu à atitude de Cristiano Ronaldo na Conferência de Imprensa do Euro2020 em que desviou garrafas da marca de refrigerantes e optou por água.

"Todos têm direito às suas preferências", disse um representante da marca citado pelo DailyMail e acrescentou: "Os jogadores recebem água, juntamente com a Coca-Cola e a Coca-Cola Zero, na chegada às nossas conferência de imprensa". A marca é uma das patrocinadores da competição do Euro2020. 

Um vídeo de Cristiano Ronaldo a afastar as garrafas de Coca-cola da frente e a preferir uma garrafa de água durante a Conferência de Imprensa de antevisão ao jogo com a Hungria, tornou-se viral com muitos comentários e partilhas nas redes sociais. A atitude do craque português mereceu muitas críticas positivas e negativas. 

Houve ainda quem defendesse que o gesto de Cristiano Ronaldo tem a ver com a determinação do jogador em seguir uma dieta saudável. 

Segundo o jornal Marca, que analisou os dados da bolsa de Nova Iorque, o gesto do português teve repercussões negativas para a marca de refrigerantes, tendo sofrido uma perda de 4 mil milhões de dólares em bolsa.

Ver comentários