Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Águia dominadora apanha susto frente ao Dínamo de Kiev

Minutos finais de pânico junto da baliza de Odysseas, com duas bolas aos ferros e um golo anulado pelo VAR.
Mário Figueiredo e Luís Oliveira 15 de Setembro de 2021 às 01:30
João Mário travado em falta por Shaparenko, durante o jogo
João Mário travado em falta por Shaparenko, durante o jogo FOTO: EPA
O Benfica desperdiçou esta terça-feira uma excelente oportunidade para somar três pontos ao empatar com o Dínamo de Kiev (0-0), num jogo em que dominou, mas acabou com o credo na boca, depois do VAR anular, aos 90’+2, um golo a Shaparenko.

Jorge Jorge regressou ao 3x4x3 e mudou quatro jogadores em relação ao onze que tinha goleado o Santa Clara. Houve mais posse de bola, mais situações de perigo e um futebol rendilhado. Mas revelou enormes carências na finalização.

O Benfica ameaçava, mas foram os ucranianos que tiveram a melhor ocasião de golo, num remate de Shaparenko que Odysseas defendeu com classe.

O aviso estava dado e as águias começaram a circular mais a bola e a pressionar alto, obrigando o adversário a cometer o erro. Mas faltava poder de fogo à equipa. Rafa foi sempre o mais inconformado. Pegou no jogo e tentou romper a muralha ucraniana. Tem um chapéu falhado por muito pouco.

Yaremchuk, perante as dificuldades da área, ainda tentou o assalto à bomba, mas a bola acabou nas mãos de Boyko.

Na segunda metade, manteve-se a superioridade territorial do Benfica, mas continuou a claudicar junto da baliza.
Yaremchuk ainda teve um golo nos pés, mas voltou a perder o duelo para Boyko.

O melhor do Dínamo esteve reservado para os descontos. E com essa subida, calafrios para o Benfica. Shaparenko rematou a trave e na recarga Odysseas faz grande defesa, com a bola a ainda a bater no poste. A águia estava em apuros e foi salva pelo VAR que anulou um golo a Shaparenko.

Jorge Jesus: "Benfica fez grande jogo"
"O Benfica fez um grande jogo onde não concretizou toda a sua qualidade de jogo. Ganhámos um ponto, estamos na Champions, não estamos no campeonato do... para não dizer outra coisa. Numa prova como esta é importante ganhar mas também não perder", disse Jesus.

Análise ao jogo
Positivo: Odysseas intransponível
Um punhado de defesas de elevadíssimo nível permitiu ao Benfica conquistar um ponto e quase um milhão de euros pelo empate em Kiev. Seguro e determinado, revelou-se decisivo. Travou a ofensiva ucraniana.

Negativo: Yaremchuk perdulário
O avançado ucraniano do Benfica mostrou-se muito perdulário. As águias fizeram tudo bem, mas a finalização acabou por ser o calcanhar de Aquiles. Na Champions não se pode falhar como... Yaremchuk.

Arbitragem: Atuação positiva
O inglês Anthony Taylor teve uma arbitragem positiva. Benefício da dúvida numa mão de Sydorchuk na área e bem ao anular, com ajuda do VAR, o golo a Shaparenko nos descontos.

Análise aos jogadores
Odysseas -  Odysseas voltou a ser o melhor jogador do Benfica. Fez cinco defesas de grande nível e garantiu o pontinho.
Gilberto – Foi a surpresa no onze, não comprometeu e fez cruzamentos perigosos.
Otamendi – Uma perda de bola em zona proibida no início e depois ‘virou’ muro.
Vertonghen – Tampão de qualidade em frente à baliza, tentou sair a jogar e a lançar.
Morato – Mais um jogo bem conseguido numa prova exigente. Ganha confiança.
Grimaldo – Gosta do jogo ao primeiro toque em progressão. Muito ativo na esquerda.
Weigl – Jogo interessante do alemão a recuperar muitas bolas em antecipação e esmerou-se em alguns lances de construção.
João Mário – Um transportador de jogo de excelência. Com critério, simples e eficaz. Foi perdendo pulmão a partir dos 70 minutos.
Everton – Melhor na esquerda do que na direita. Teve duas oportunidades para marcar e falhou.
Rafa – O agitador habitual. A bola quando lhe chega só pode ter como destino a baliza. Pecou a decidir no interior da grande área.
Yaremchuk – Muito sozinho perante os defesas adversários. Aos 55’ teve a melhor oportunidade para marcar mas Boyco fez uma defesa espantosa.
Radonjic – Agitou na esquerda, com bons rasgos.
Lázaro – Bons pormenores num lugar que deverá ser seu.
Darwin – A vontade e a pouca eficiência do costume.
Taarabt – Teve pouco jogo.
Pizzi – Sem tempo para nada.
Ver comentários