Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Benfica sofre na Trofa e segue na Taça de Portugal

Jorge Jesus mudou quase toda a equipa, mas o triunfo só surgiu no prolongamento.
Filipe António Ferreira 17 de Outubro de 2021 às 01:30
Pizzi lança ataque do Benfica, perseguido por Matheus do Trofense
André Almeida festeja golo
Pizzi lança ataque do Benfica, perseguido por Matheus do Trofense
André Almeida festeja golo
Pizzi lança ataque do Benfica, perseguido por Matheus do Trofense
André Almeida festeja golo
A versão secundária do Benfica precisou do prolongamento para ultrapassar o Trofense na Taça de Portugal. Tempo extra que Jesus dispensava, até porque vem aí o Bayern para a Champions.

Com apenas um habitual titular (Vertonghen) no onze, Jesus não desfez o sistema de três defesas, com a André Almeida e Morato ao lado do belga. Contudo, o Benfica entrou apático, dando iniciativa de jogo à equipa da II Liga.

Mas à passagem dos 20’, Everton (para variar) foi o clique que a equipa precisava para uma exibição mais conseguida. Foram do brasileiro e logo a seguir de Meité os dois primeiros lances de perigo para a baliza do Trofense. Na sequência, ‘Cebolinha’ não deu hipóteses a Rodrigo, num disparo forte em zona frontal. O Trofense sentiu o golo e até ao intervalo não mais se encontrou. Mais tranquila com a vantagem, a equipa de Jesus foi somando ocasiões atrás de ocasiões, com Taarabt a ser um dos mais perdulários.

O Benfica continuou a dominar após o descanso e a desperdiçar. O Trofense teve o primeiro lance de perigo perto dos 60’. Um aviso para o que viria a acontecer. Aos 80’, Pachu subiu mais alto do que Morato e André Almeida e fez o 1-1, levando o jogo para prolongamento.

Praticamente a abrir o tempo extra, André Almeida, lançado por Weigl, fez o 2-1, descansando a nação benfiquista, que não queria sair da Trofa com um resultado desmoralizante para enfrentar o colosso Bayern.

Positivo e negativo

Ver comentários