Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Benfica vence Marítimo na Luz com goleada

Benfica com exibição vistosa e convincente diante de um frágil Marítimo.
Filipe António Ferreira 20 de Dezembro de 2021 às 08:31
Rafa foi uma constante dor de cabeça para os defesas insulares durante o jogo
Rafa foi uma constante dor de cabeça para os defesas insulares durante o jogo FOTO: ANTONIO COTRIM/LUSA
Que venha o FC Porto. Esta pode ser a principal conclusão que Jorge Jesus e os adeptos do Benfica poderão tirar depois da goleada imposta ao Marítimo, num jogo em que Darwin Núñez e Rafa Silva estiveram a um nível altíssimo.

Sem o técnico no banco de suplentes devido a castigo, as águias sabiam da importância do jogo para as contas do campeonato, mas também para o futuro imediato de Jesus. O jogo não podia começar melhor para os da casa, com Darwin a fazer o primeiro logo aos três minutos.

Do outro lado, um Marítimo que, apesar do baque inicial, tinha mais posse de bola e jogava mais dentro do meio-campo adversário do que o contrário. Contudo, o segundo baque (o bis de Darwin) veio pôr fim à oposição dos insulares, que ainda não tinham perdido sob o comando de Vasco Seabra.

A pressão alta do Benfica começou a fazer cada vez mais mossa e as oportunidades de golo sucederam-se. E foi sem surpresa que chegou o terceiro. Rafa Silva voltou a abrir o livro das assistências (já o tinha feito no 1-0). Descobriu Gilberto, que fuzilou Paulo Victor.

A entrada do Benfica para o segundo tempo voltou a ser demolidora. Yaremchuk (não marcava para o campeonato desde setembro) descobriu Rafa que, isolado, fez o 4-0. O Benfica queria mais e voltou a materializar esse total ascendente, perante um frágil Marítimo, com o quinto. Uma jogada coletiva perfeita, com a bola a derivar de um flanco para o outro e a terminar com um golo fácil do ucraniano Roman Yaremchuck após passe de Rafa (quem mais).

Jesus deu ordem para refrescar e o Benfica baixou o ritmo. Foi num momento de desposicionamentos e desatenções defensivas que Alipour reduziu para os verde-rubros.

Contudo, ainda havia mais balas (golos) na festa encarnadas. Primeiro por Gonçalo Ramos (estreia a marcar esta temporada) e depois pelo suíço Haris Seferovic, já nos descontos, após cruzamento de Rafa Silva.

Um final de tarde feliz no Estádio da Luz, com a equipa a dar muito boas sensações para o primeiro duelo com o FC Porto (quinta-feira, 20h45, para os oitavos de final da Taça de Portugal). Depois, no último jogo das águias em 2021, no dia 30, mais uma deslocação até ao Estádio do Dragão, agora para o campeonato.

POSITIVO E NEGATIVO
Sempre de olho na baliza
+O Benfica fez, provavelmente, uma das melhores exibições da época. Marcou sete, mas podia ter feito ainda mais. Com Jesus longe do banco, a equipa nunca tirou o pé do acelerador e quis sempre mais. Os adeptos agradeceram.

- Frágil Marítimo
Tentar dividir o jogo com o Benfica na Luz normalmente dá mau resultado. Foi o que aconteceu. Uma defesa cheia de buracos que nunca conseguiu parar as investidas encarnadas. Os bons sinais dos três jogos anteriores foram por água abaixo.

Bem auxiliado
Um jogo fácil de dirigir sem grandes casos. Acertado no plano disciplinar, foi bem auxiliado em dois lances que mereceram análise do VAR. No golo de Alipour e de Gonçalo Ramos não houve fora de jogo como as imagens deixavam antever.

Momentos do jogo
3’
Entrada forte do Benfica com Gilberto a recuperar, a entregar para Rafa Silva deixar a bola à mercê de Darwin Núñez, que fez o primeiro golo das águias no Estádio da Luz.
18’
A pressão alta do Benfica volta a dar resultados, com João Mário a cruzar de forma perfeita para o cabeceamento imparável de Darwin Núñez, que fez o 13º golo da temporada.
57’

Darwin tem uma abertura longa para Rafa Silva na direita. O extremo das águias entrou na área do Marítimo e não teve dificuldades para assistir Yaremchuk, que fez o 5-0.

Everton com mercado
O Milan é o mais recente interessado na contratação de Everton Cebolinha. A imprensa brasileira diz que o emblema italiano, que já tentara contratar o extremo antes deste ir para o Benfica, vai avançar com uma proposta em janeiro.

Repetir jogo é hipótese
Os clubes votam terça-feira, em assembleia geral da Liga, a intenção do Belenenses SAD em repetir o jogo com o Benfica que acabou no início da 2ª parte quando o resultado estava em 7-0 para as águias.

Ajax vence e é líder
O Ajax, próximo adversário do Benfica na Liga dos Campeões, venceu o Feyenoord (2-0) em jogo da 17ª jornada da Liga holandesa. A equipa de Amesterdão lidera com 39 pontos, mais três que o rival deste domingo.

"Jorge Jesus é uma opção natural"
"Tenho uma relação pessoal com o Jorge [Jesus], por quem tenho um carinho enorme. Quando vim buscá-lo [em 2019], acreditou em mim e no projeto desportivo que lhe apresentei. Cumpri tudo o que tratei com ele e o Jorge é sempre uma opção natural, apesar de ter contrato em vigor", disse este domingo Marcos Braz, vice-presidentes do Flamengo, em exclusivo à CMTV/‘Record’.

Ainda assim, o dirigente carioca, à chegada a Lisboa, não descartou outras possibilidades. "São grandes nomes da escola portuguesa de treinadores [Paulo Fonseca, Carlos Carvalhal, Rui Vitória, Paulo Sousa]. Viemos para resolver a questão do treinador. Se vai demorar um, dois ou três dias, não posso precisar", salientou Braz no Aeroporto Humberto Delgado.

Entretanto, Luís Miguel Henriques, advogado de Jorge Jesus, reconheceu que a situação do técnico na Luz é complicada. "Há uma questão e não tenho problemas em dizer isto. Neste momento, o ambiente em torno de Jorge Jesus no Benfica não é fácil, porque não está a ganhar", disse o advogado em declarações à CNN Portugal.

Darwin e Rafa dão show na Luz
Odysseas – Três boas defesas. De resto, final de tarde bem tranquila.
André Almeida – Cumpriu, mas sentiu algumas dificuldades iniciais a fechar o flanco.
Otamendi – O central regressou a bom nível, mas com algumas desconcentrações.
Vertonghen – Esteve competente até ao golo do Marítimo. Alipour surge no seu raio de ação.
Gilberto – Está num momento fantástico. Decisivo no golo inaugural e explosivo no 3-0. Ganhou o lugar e os aplausos dos adeptos.
Weigl – Quase sempre no sítio certo, apesar de alguma desorientação inicial.
João Mário – Assistência perfeita e muitas bolas recuperadas. Em grande.
Grimaldo – Não teve problemas a defender. Tentou descer sempre no flanco para os desequilíbrios.
Darwin – O goleador está imparável. Mais dois golos à ponta de lança. Correu muito e deu a marcar vários golos que os colegas falharam.
Yaremchuk – Teve várias chances, mas só por uma vez marcou. Assistiu no 4-0.
Taarabt – Boa dinâmica.
Morato – Cumpriu no lado direito da defesa.
Gonçalo Ramos – Finalmente, o golo que procurava.
Seferovic – Assistiu no 6-1 e fechou o resultado.
Lázaro – Esteve no 7-1.
Ver comentários