Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Chalana, o 'pequeno genial' de fintas improváveis

Antigo futebolista marcou o futebol na década de 80, num período em que fez capas na imprensa e 'estreou' a ideia de jogador estrela.
Lusa 10 de Agosto de 2022 às 11:34
 Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana com o neto
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana representou a seleção
Fernando Chalana com o neto
Fernando Chalana representou a seleção
Fernando Chalana
Fernando Chalana com Luís Filipe Vieira
Fernando Chalana com Luís Filipe Vieira
Fernando Chalana
Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana com o neto
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana representou a seleção
Fernando Chalana com o neto
Fernando Chalana representou a seleção
Fernando Chalana
Fernando Chalana com Luís Filipe Vieira
Fernando Chalana com Luís Filipe Vieira
Fernando Chalana
Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana com o neto
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana
Fernando Chalana representou a seleção
Fernando Chalana com o neto
Fernando Chalana representou a seleção
Fernando Chalana
Fernando Chalana com Luís Filipe Vieira
Fernando Chalana com Luís Filipe Vieira
Fernando Chalana
Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
 Fernando Chalana
Conhecido como o 'pequeno genial', Fernando Chalana marcou o futebol do Benfica e de Portugal na década de 80, num período em que fez capas na imprensa e 'estreou' a ideia de jogador estrela.

Antes desse estrelato, desportivo e social, Chalana notabilizou-se no Barreirense, 'viveiro' de uma geração de ouro no Benfica, mas foi nos 'encarnados' que se tornou um dos maiores do futebol português.

Chalana chegou ao Benfica em 1974 com 15 anos e para a categoria de juvenis, com as 'águias' a assegurarem o jovem prodígio, num momento em que se dizia que o Sporting também estaria na corrida, levando a que custasse à época 750 mil escudos.

A irreverência e velocidade definiram as qualidades do extremo, que duas épocas depois se tornou o jogador mais jovem a estrear-se na primeira divisão, aos 17 anos e 20 dias e quando Mário Wilson o lançou num jogo em casa com o Farense, em março de 1976.

Com dois jogos como suplente utilizado pela equipa campeã nacional, Chalana passou na época seguinte (1976/77), em que volta a ser campeão, a ser o segundo jogador mais utilizado, apenas atrás de Nené, com o extremo a fazer 33 jogos, sendo também o segundo marcador da equipa, então treinada por John Mortimore.

Foram tempos de afirmação para o pequeno jogador, de centro de gravidade baixo e com uma velocidade incomum, que pegou de estaca na equipa benfiquista, até à primeira lesão grave, em 1979, que o deixou fora dos relvados uma época inteira.

No Benfica, ainda se notabilizou pela parceria que fez à esquerda com o defesa lateral Álvaro, antes de a Europa reparar em si, quando foi o jogador em maior destaque no Europeu de 1984, em que a seleção das 'quinas' caiu nas meias-finais com os gauleses.

Na ocasião, o Bordéus não resistiu à 'genialidade' do pequeno português de 1,65 metros, e contratou o jogador a troco de 300 mil contos (1,5 milhões de euros), então a transferência mais cara no futebol francês.

Chalana mudou-se para Bordéus e ganhou a alcunha de 'Chalanix' -- em alusão às histórias de Astérix e Obélix -, mas sem que conseguisse mostrar a arte que o tinha notabilizado pelos relvados ao serviço do Benfica.

Em França, as lesões e acompanhado pela também mediática mulher Anabela, não conseguiu em três épocas jogar o suficiente -- apesar de um título de campeão francês -, e voltou ao Benfica, mas também sem a mesma glória.

Chalana ainda estaria três épocas nas 'águias', entre 1987 e 1990, fase em que foi treinado por Ebbe Skovdhal, Toni e Eriksson, antes de 'fechar' a carreira enquanto jogador no Belenenses (1990/91) e Estrela da Amadora (1991/92).

Ao Benfica regressaria já como treinador, na formação, mas também na equipa principal, que assumiu por duas vezes, 2002/03 e em 2007/08, como solução provisória em fases difíceis do futebol dos 'encarnados'.

Na primeira passagem, fez apenas um jogo, substituindo Jesualdo Ferreira antes do regresso de Toni, enquanto em 2007/08 fez os dois últimos jogos, numa temporada em que Fernando Santos começou no banco e foi substituído por José Antonio Camacho.

Nos últimos anos era do conhecimento público os problemas de saúde do 'pequeno genial', a quem Bruno Lage, atual treinador do Wolverhampton e último técnico campeão pelo Benfica, chegou a dedicar uma vitória.

Fernando Chalana Bordéus Benfica Portugal Toni desporto futebol
Ver comentários