Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Dragão arruma contas do campeonato com vitória em Vila do Conde

FC Porto resolve na segunda parte e garante segundo lugar, a uma jornada do fim. Rio Ave desce para a zona de play-off.
Filipe António Ferreira e Rui Pando Gomes 16 de Maio de 2021 às 01:30
Uribe (FC Porto) tenta vencer a oposição de Carlos Mané (Rio Ave)
Uribe (FC Porto) tenta vencer a oposição de Carlos Mané (Rio Ave) FOTO: Estela Silva / Lusa
O FC Porto garantiu este sábado o segundo lugar na Liga ao vencer o Rio Ave, que desceu para a zona de play-off. Toni Martínez, Luis Díaz e Sérgio Oliveira marcaram os golos, todos no segundo tempo.

Primeira parte equilibrada em Vila do Conde com os dragões à procura do acesso direto à Champions e o Rio Ave a tentar fugir à despromoção. Conceição voltou a apostar na dupla atacante Taremi/Martínez e deixou no banco o médio Sérgio Oliveira. Foi precisamente do iraniano (melhor marcador dos dragões) a melhor chance num cruzamento que saiu à barra.

O Rio Ave respondia em rápidas transições que deixaram a defesa portista sempre alerta. Carlos Mané foi a figura em destaque neste período. Teve duas flagrantes chances, mas na primeira permitiu corte de Manafá e na segunda chegou tarde ao cruzamento de Dala.

A toada de jogo não mudou nos primeiros minutos do segundo tempo. Mas quando o FC Porto teve o primeiro remate enquadrado à baliza marcou. João Mário, num excelente lance individual, descobre Martínez, que não teve dificuldade em fazer o golo inaugural.

Logo a seguir, Luis Díaz, solto no coração da área, fez o segundo e arrumou com o jogo e com as esperanças do Benfica em conseguir chegar ao segundo lugar (entrada direta na Champions em 2021/2022). Ainda houve tempo para Sérgio Oliveira entrar e marcar, num bom remate de meia distância.

O Rio Ave continua em situação muito aflita na tabela. Na última jornada, vai ao terreno do Nacional decidir se fica, desce ou se disputa o play-off de permanência com uma equipa da II Liga. Por outro lado, o FC Porto já pode começar a pensar nas férias.

+Martínez ganha relevo
O avançado espanhol mostra golos e serviço já a pensar na próxima temporada. Ontem marcou um golo pleno de oportunidade (sexto da temporada). Com a saída de Marega, Martínez tem sido o parceiro perfeito para o iraniano Taremi.

-Aflição vila-condense
Uma equipa montada a pensar noutros voos está com a corda na garganta e vai decidir na última jornada a manutenção. Cria chances, tem bons momentos, mas peca na finalização. É a equipa com menos golos marcados. Assim fica complicado.

Arbitragem: Sem lances polémicos
Bem ao não assinalar penálti na área do FC Porto num lance entre o vila-condense Carlos Mané e o portista Manafá. De resto, deixou jogar e puxou do cartão sempre que se justificou, num relvado molhado pela chuva e propício a contactos.

2,5 milhões de euros por Bruno Costa
O regresso de Bruno Costa ao FC Porto está praticamente certo, na próxima época, num negócio de 2,5 milhões de euros válido por 5 épocas. O médio de 24 anos está emprestado pelo Portimonense ao Paços de Ferreira.

Toni e Díaz fazem esquecer marega
Marchesín – Teve quatro ameaças de golo, mas tocou poucas vezes na bola.
João Mário – Controlou o corredor direito e fez um passe teleguiado para Toni Martínez fazer o primeiro golo.
Diogo Leite – Boa combinação com Pepe. Nos pontapés de canto foi uma ameaça à baliza contrária.
Pepe – Não conseguiu travar Gelson Dala no lance que Mané falhou à boca da baliza. Mas na maioria da vezes esteve seguro à frente da baliza.
Manafá – Fez um corte providencial na área que evitou o primeiro golo do Rio Ave e ajudou muito no ataque.
Grujic – Foi uma surpresa no 11 mas quase não se viu.
Uribe – Bom distribuidor de jogo no meio-campo.
Otávio – Começou bem, com um ataque perigoso logo nos primeiros minutos.
Luis Díaz - Marcou o primeiro golo do jogo e fez ainda o passe para Sérgio Oliveira rodar e marcar o terceiro. Esteve sempre muito irrequieto em todo o campo e durante todo o jogo.
Toni Martínez – Fez mais um golo e quase já fez esquecer Marega no ataque.
Taremi – Colocou uma bola na trave e fez boas combinações no ataque com Toni Martínez e Luis Díaz.
Sérgio Oliveira – Entrou e marcou o terceiro golo.
Nanú – Trouxe velocidade.
Marcano – Entrou após dois meses de paragem por lesão.
Felipe Anderson – Fez um bom passe que quase dava o quarto golo.
Ver comentários