Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Dragão com a raça de Marega aproxima-se de Sporting no topo da tabela

Maliano aproveitou falha de defesa vitoriano e deu o sétimo triunfo seguido na Liga.
Sérgio Pereira Cardoso e João Moniz 23 de Abril de 2021 às 08:33
Marega tenta passar por Jorge Fernandes. O avançado maliano marcou o golo que valeu os três pontos ao FC Porto
Marega tenta passar por Jorge Fernandes. O avançado maliano marcou o golo que valeu os três pontos ao FC Porto FOTO: Jose Reis/movephoto

De pé no acelerador. O FC Porto aperta na perseguição ao líder Sporting e coloca-se agora a ‘apenas’ quatro pontos do topo. Um golo de Marega foi suficiente para o sétimo triunfo consecutivo dos dragões no campeonato.

O escorregão do líder em Alvalade devia ter resultado numa entrada bem mais afoita dos azuis-e-brancos, mas a primeira parte acaba apenas com uma grande oportunidade, de Taremi (21’), em que Bruno Varela leva a melhor. Outra coisa foi o que se passou após o intervalo.

Os portistas surgiram com outra velocidade e menos previsíveis. Logo duas coisas que também estiveram no golo: não se previa o adormecimento da defesa do Vitória, que possibilitou ao maliano arrancar para um belo tiro de pé esquerdo. Festejou apontando para a pele, numa mais do que provável lembrança do episódio de racismo que viveu em Guimarães.

Otávio, Marega e Taremi voltaram a importunar Varela, porém, o magro resultado impulsionou a crença visitante. Aí, Pepe segurou as pontas e Marchesín (74’) mostrou-se seguro quando necessário. Sérgio Conceição foi ao banco e amarrou os três pontos. Aliás, Díaz e Francisco tiveram tudo para marcar. O remate do filho do técnico acaba na barra após desvio num braço. O 1-0 chega. Dragão na cauda do leão.

Análise
+Pepe está como o aço
A expressão foi utilizada por Conceição na conferência de véspera do jogo, mas nem sequer se estava a referir ao central de 38 anos. O salto que dá até ao segundo andar num corte perto dos 90 minutos é o melhor exemplo de mais uma grande exibição.
-Vitória teve umas prendas
Adormecimento fatal de Mumin no golo de Moussa Marega. Aliás, se na primeira parte, a defesa de Bino Maçães ainda se manteve coesa, a segunda parte foi um sofrimento que apenas não se traduziu no resultado por sorte ou por ação de Bruno Varela.
Um lance final a manchar
Tiago Martins deixa jogar, e bem, ignorando grande parte dos ‘ais’ e dos ‘uis’ que levam o tempo útil das partidas para números indesejáveis. O FC Porto tem razões de queixas num penálti já no fim. Mumin abre ligeiramente o braço no remate de Francisco.

Sérgio Conceição: "Acreditamos que o título é possível"
"Acreditamos que o título é possível. Não temos tido a sorte do VAR. Há um desvio com o braço para penálti que quem está sentado numa cadeira tem de ver", disse Conceição, pedindo "sobriedade" nesta fase final da Liga.

Maliano impõe-se em noite com transpiração em vez de talento
Marchesín – Fez a primeira defesa aos 73 minutos, num livre direto. Noite tranquila.
Nanu – Cumpriu no lado direito da defesa. Solícito no apoio ao ataque.
Mbemba – Aproveitou a desinspiração do Vitória para ter uma noite sem percalços.
Pepe – Mais uma exibição sem mácula. Esteve sempre no sítio certo para anular pela raiz qualquer jogada perigosa.
Manafá – Jogou como lateral-esquerdo e foi menos influente no apoio ao ataque.
Uribe – Trabalhou muito para dar equilíbrio à equipa.
Sérgio Oliveira – Está longe da sua melhor forma. Ainda assim, contribuiu para o domínio do meio-campo.
Otávio – Regressou após ter falhado o jogo com o Nacional. Esforçado, fez um corte que evitou um golo aos 9’.
Corona – A criatividade está lá, mas acusa cansaço.
Taremi – Foi o mais ativo no ataque até ao intervalo.
Luis Díaz – Entrou motivado. Obrigou Varela a mais uma boa defesa.
Toni Martínez – Um remate perigoso em dez minutos.
Grujic – Ajudou a segurar a vitória.
F. Conceição – Quase marcava nos descontos.
Romário Baró – Somou mais uns minutos.

Marega 
Aproveitou o brinde de Mumin, usou o poderio físico e fez um golo que vale três pontos. E foi dele a 2.ª jogada mais perigosa do jogo, que Varela travou.

Ver comentários