Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

"Este jogo tem um peso extra de seis pontos": Sérgio Conceição sobre confronto com Sp. Braga

Apesar da distância para o líder Sporting, técnico acredita que será campeão se vencer todos os jogos da 2ª volta.
7 de Fevereiro de 2021 às 01:30
Sérgio Conceição
Sérgio Conceição
Jogam dois candidatos ao título. São 3 pontos que se ganham e 3 que o adversário não ganha. Este jogo tem um peso extra, nós dizemos que é um jogo de 6 pontos", disse ontem Sérgio Conceição sobre a visita de hoje (20h45) do FC Porto ao Sp. Braga. "Vamos iniciar a 2ª volta, com 51 pontos em disputa, e se ganharmos todos os jogos tenho a certeza de que vamos ser campeões", acrescentou o técnico portista.

Para conquistarem o título, além de vencerem o Sporting no clássico de dia 27 deste mês, os dragões precisam que os leões percam outro jogo, mas Conceição não se quis alongar sobre o líder da Liga: "Olhamos para a classificação, para o rival que está à nossa frente, só isso. Não vou analisar o Sporting porque vamos jogar com eles só daqui a três semanas. Nessa altura falarei um bocadinho, agora não vale a pena".

Voltando ao jogo com o Sp. Braga, Conceição espera um "jogo difícil". "Na 2ª volta temos de melhorar algumas coisas que perdemos na 1ª. Há uma maratona pela frente e o importante é o final", defendeu o treinador, deixando uma garantia: "Somos os campeões nacionais, não nos amedrontamos".

"Hipocrisias" da arbitragem
Sérgio Conceição comentou a participação ao Conselho de Disciplina feita pela Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) por ter dito que se sentia "roubado" após o jogo com o Belenenses SAD (0-0): "Não é normal um árbitro, que está numa pressão enorme, envolvido numa polémica, ser nomeado para um jogo do FC Porto, um rival do Sporting. É com isso que a APAF tem de se preocupar! Vimos falar com hipocrisia e fazer grandes comunicados... Defendem a sua dama e eu os meus jogadores".

"Nanu ainda está meio combalido"
"Nanu ainda está meio combalido, com algumas dificuldades no ombro e está a recuperar. Foi um choque violentíssimo e terá de descansar e recuperar todas as faculdades importantes para voltar a jogar futebol", disse Sérgio Conceição sobre o lateral, que sofreu um traumatismo frente ao Belenenses.

PORMENORES
Portistas sem Covid-19
João Mário voltou ontem aos treinos no FC Porto depois de ter recuperado da Covid-19. Os últimos testes feitos aos portistas não acusaram mais casos positivos.

Duplo confronto em 72h
Depois de se defrontarem hoje (20h45) no arranque da 2ª volta da Liga, Sp. Braga e FC Porto voltam a encontrar-se na Pedreira 72 horas depois, já na quarta-feira (20h45), na 1ª mão das meias-finais da Taça de Portugal - a 2ª mão será no Dragão a 3 de março.

Pior a cada época
Os 39 pontos desta temporada são o pior registo de Sérgio Conceição à frente do FC Porto no fim da 1ª volta. O desempenho da equipa piorou 2 pontos a cada época: 45 em 2017/18; 43 em 2018/19 e 41 em 2019/20.

"Resposta à altura do nosso clube"
"Temos noção da boa classificação do Sp. Braga, da proximidade que tem connosco. Vamos dar uma resposta à altura do nosso clube", garantiu Sérgio Conceição.

Treinador defende gestão da equipa
"Ninguém mete 11 jogadores para empatar ou perder o jogo, isso é óbvio", referiu Sérgio Conceição, abordando a gestão da equipa face ao calendário sobrecarregado.

"Estamos à espera de reação forte"
"O FC Porto é um adversário difícil. Sei como reage aos resultados negativos e estamos à espera de uma reação forte. É bom que tenhamos a consciência disso e vamos estar preparados para ela", disse ontem Carlos Carvalhal. Apesar disso, o treinador do Sp. Braga mantém o mantra que repetiu em todas as antevisões antes de jogar com um dos três grandes originais: "100% de respeito, 100% de ambição".

E essa postura passa por "discutir os três pontos desde o primeiro minuto". "É a isso que o Sp. Braga habituou os adeptos, a ser uma equipa competitiva e a olhar os adversários na cara, que não tem qualquer tipo de receio, bem pelo contrário", recordou o técnico.

Num balanço da 1ª volta da Liga, Carvalhal recordou a "densidade competitiva fora do normal" - os minhotos vão fazer o 9º jogo em 25 dias, mas o técnico recusa apontar o cansaço como desculpa para um mau resultado - e outras contrariedades: "Estar muito bem posicionado em toda as provas é um rescaldo absolutamente fantástico, que atribuo a todo grupo de trabalho, que já teve lesões ao longo da época, mas que continua a ganhar. Vamos tentar melhorar na 2ª volta, porque o melhor está sempre para vir."
Ver comentários