Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Leão prepara a festa do título nacional após vencer Rio Ave

Equipa de Rúben Amorim venceu facilmente em Vila do Conde com golaço de Paulinho e garantiu entrada direta na Champions de 2021/2022.
Filipe António Ferreira e João Moniz 6 de Maio de 2021 às 01:30
Rúben Amorim
Rúben Amorim FOTO: Lusa

Está perto, muito perto a festa do 19º título do Sporting. Os leões venceram esta quarta-feira de forma inequívoca o Rio Ave, garantiram os milhões da fase de grupos da Champions da próxima época, impediram matematicamente o Benfica de chegar ao título e podem sagrar-se campeões já na próxima jornada.

Rúben Amorim viu do banco uma equipa personalizada, com vontade, a criar várias ocasiões e a não permitir que o adversário chegasse à sua área.

Coates teve na cabeça a primeira hipótese do 1-0, mas a bola saiu direita ao poste esquerdo de Kieszek. O meio-campo leonino anulava todas as iniciativas vila-condenses, pressionava e ganhava bolas na zona defensiva contrária.

Perto dos 15 minutos Nuno Santos teve um remate perigoso que o guarda-redes do Rio Ave defendeu. No canto, João Palhinha atirou de novo ao ferro.

O Sporting carregava e as oportunidades sucediam-se. Já depois de Pedro Gonçalves desperdiçar nova clara oportunidade, o árbitro recorreu ao VAR e assinalou penálti a favor dos leões. Pote não vacilou e fez o 18º da época (igualou Seferovic na tabela dos marcadores).

O Rio Ave só por uma vez e já perto dos descontos importunou a defesa do Sporting, que teve mais uma noite praticamente imaculada, sempre com o capitão Coates no comando das operações.

Os vila-condenses regressaram do intervalo com outra dinâmica, muito por culpa da entrada do ex-leão Carlos Mané. Amorim viu a equipa encolher-se e lançou Matheus Nunes para refrescar o meio-campo. Resultou em pleno. Mais músculo e mais choque permitiram aos sportinguistas voltar a comandar as operações.

A tranquilidade do líder destacado do campeonato surgiu pelo avançado Paulinho. Recebeu de peito e disparou do meio da rua para o 2-0. Grande golo do ex-Sp. Braga (o segundo de leão ao peito), que mandou calar os críticos.

Até ao apito final, o Sporting não deu hipóteses de reação ao Rio Ave, que baixou os braços depois do 0-2.

A equipa de Rúben Amorim, quando faltam três jogos, está a um pequeno passo de se sagrar campeã nacional. A festa que os adeptos verdes-e-brancos tanto anseiam pode acontecer na próxima terça-feira no Estádio José Alvalade com o Boavista ou até na véspera, mediante o resultado do FC Porto. 

Análise
Sporting mostra credenciais
Ao contrário de outros jogos, ganhos mais com o coração, o Sporting dominou em todos os aspetos das estatísticas. Foi muito superior e mostrou que quer muito ser campeão nacional ao cabo de 19 anos. Até surgiu Paulinho com um golaço. Vila-condenses à deriva

Rio Ave
Está numa posição difícil no campeonato. Não mostrou argumentos diante de um leão mandão. A equipa de Miguel Cardoso leva seis empates e três derrotas nos últimos nove jogos. Pela frente, até final, ainda tem o Santa Clara, FC Porto e Nacional. Penálti bem assinalado

Fábio Veríssimo
Não viu a mão de Ivo Pinto na área da equipa da casa, mas Tiago Martins chamou o árbitro principal a ver as imagens, para depois mudar de opinião e assinalar (bem) penálti. Critério apertado na disciplina, que se justificou.

Amorim no banco e sem castigo
Rúben Amorim não só se sentou esta quarta-feira no banco como também não vai cumprir a suspensão de seis dias até ao fim da época. A providência cautelar para suspender o castigo decretado pelo Conselho de Disciplina (CD) foi aceite por Rui Pereira, presidente do Supremo Tribunal Administrativo Sul e assumido sportinguista, que também já dera provimento a igual recurso no caso Palhinha.

Rúben Amorim já não terá de cumprir os seis dias de castigo até ser tomada uma decisão final, o que poderá demorar meses.

O Sporting, apurou o CM, pretende ‘arrastar’ o processo. Disso mesmo foi esta quarta-feira acusado pelo CD, que disse que o técnico recusou ser ouvido em março, quando alegou a suspensão dos prazos devido à Covid.

Sporting Rio Ave Rúben Amorim FC Porto e Nacional Coates Paulinho desporto futebol eventos desportivos
Ver comentários