Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Membro da FIFA não acredita em Mundial 2022 no Qatar

Alemão explica a sua posição, em nome pessoal, que os médicos não garantem a segurança das pessoas devido ao calor.
22 de Setembro de 2014 às 13:16
Theo Zwanziger, membro do Comité Executivo da FIFA, acompanhado por Werner Hackmann, antigo presidente da Liga Alemã de futebol
Theo Zwanziger, membro do Comité Executivo da FIFA, acompanhado por Werner Hackmann, antigo presidente da Liga Alemã de futebol FOTO: Frank Rumpenhorst/EPA

O alemão Theo Zwanziger, membro do Comité Executivo da FIFA, acredita que o Qatar acabará por perder a organização do Mundial de futebol de 2022, segundo expressou o dirigente em entrevista ao Sport Bild Plus.

"Penso que no final o Mundial 2022 não será no Qatar", considerou o antigo presidente da Federação alemã de futebol (DBF), baseando-se nos riscos para jogadores e adeptos do intenso calor no país. O dirigente justificou ainda que os próprios médicos disseram que não podiam garantir segurança num Mundial que se dispute debaixo dessas condições e que não interessa as técnicas usadas para refrescar os estádios.


"O Mundial não diz respeito apenas aos estádios. Existem os adeptos que chegam dos quatro cantos do Mundo e que serão sujeitos a esse calor", sustentou. Theo Zwanziger, que falou em nome pessoal, advertiu que um primeiro incidente, numa situação que coloque alguém em risco de vida, obrigará a um inquérito, e isso é uma situação com a qual o Comité Executivo não gostaria de se confrontar.

Theo Zwanziger Comité Executivo da FIFA Mundial 2022 Qatar futebol
Ver comentários