Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Pepe diz ser "privilegiado" por poder disputar títulos aos 39 anos

Experiente defesa central já marcou presença em três finais da prova rainha.
Lusa 21 de Maio de 2022 às 19:59
Pepe, capitão portista, tem ajudado os jovens da equipa principal oriundos da formação do clube a prepararem-se para o ambiente escaldante da Luz
Pepe, capitão portista, tem ajudado os jovens da equipa principal oriundos da formação do clube a prepararem-se para o ambiente escaldante da Luz FOTO: Direitos Reservados
O futebolista Pepe mostrou-se este sábado um privilegiado por, aos 39 anos, continuar a jogar ao mais alto nível e a disputar títulos com o FC Porto, que defronta o Tondela na final da Taça de Portugal.

"Sinto-me feliz de, com esta idade, ter capacidade para ter qualidade e poder ajudar os meus companheiros e o meu clube a conquistar títulos nacionais e a estar em finais da Taça de Portugal. A minha felicidade é acordar todos os dias, poder treinar no Olival e dedicar-me a esta profissão ao máximo, para poder ajudar o clube e a seleção", frisou, na conferência de imprensa de antevisão à final da 'prova-rainha', no Estádio Nacional.

O experiente defesa central já marcou presença em três finais da Taça de Portugal, nas quais venceu duas vezes e perdeu numa ocasião, salientando que "é sempre especial" jogar no Estádio Nacional, agradecendo ao treinador Sérgio Conceição pela confiança.

"[O treinador] Exige muito de nós nos treinos e dá-nos a possibilidade de aprender a cada dia e a cada treino. Sinto-me uma pessoa bastante privilegiada por poder, aos 39 anos, competir, se o treinador entender, e dar uma resposta positiva nos jogos", disse.

Pepe realçou o respeito que o FC Porto tem perante o conjunto beirão, que, na última jornada da I Liga, acabou por descer de divisão, apesar de ter conseguido a presença inédita no encontro decisivo da Taça de Portugal, ao superar o Mafra nas meias-finais.

"Há que disputar ainda 90 ou 120 minutos. Respeitamos muito o Tondela, que tem o seu mérito de ter chegado à final. Fico feliz de poder ganhar, porque trabalho sempre com esse intuito. É por isso que este sábado estou aqui, juntamente com o meu clube, para conseguir mais um título. A equipa trabalhou muito para conseguir o objetivo", atirou.

Embora o Tondela tenha vivido um momento negativo há uma semana, o internacional português não considera que o adversário se possa apresentar debilitado nos aspetos mentais, lembrando que as duas provas "são competições completamente diferentes".

"A Taça de Portugal tem jogos a eliminar e o Tondela provou, senão não estava na final connosco. Respeitamos muito e temos de ser fiéis ao nosso percurso durante todo o ano. Vamos competir com uma boa equipa, que tem mérito", expressou o futebolista.

Enquanto 'capitão' de equipa, Pepe apontou que o coletivo é o ponto mais forte do FC Porto, no qual todos os jogadores aptos trabalharam "ao máximo" para complicar as opções do técnico Sérgio Conceição no momento de decidir o 'onze' inicial para o jogo.

"O forte do grupo é o coletivo e foi isso que, durante esta semana e durante toda esta temporada, procurámos fazer: trabalhar de forma séria, encarar cada treino como um jogo e dificultar ao máximo as escolhas do treinador", assumiu o atleta luso-brasileiro.

A final da 82.ª Taça de Portugal, entre FC Porto e Tondela, realiza-se no domingo, com início às 17:15, no Estádio Nacional, em Oeiras, com arbitragem de Rui Costa, da Associação de Futebol do Porto, que também fará a sua estreia no Jamor, aos 45 anos.

Estádio Nacional Pepe Tondela FC Porto Sérgio Conceição desporto futebol eventos desportivos taça nacional
Ver comentários
}