Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Reviravolta no Famalicão-Sp. Braga acaba em pancadaria

Dérbi minhoto acaba em enorme confusão, com jogadores envolvidos em confrontos físicos.
Paulo Jorge Duarte 16 de Maio de 2022 às 09:25
O árbitro Manuel Mota segura David Carmo no meio da confusão que se instalou no final do jogo
O árbitro Manuel Mota segura David Carmo no meio da confusão que se instalou no final do jogo FOTO: MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA
Confrontos físicos entre jogadores do Famalicão e Sp. Braga envergonham o que de bom fizeram neste dérbi minhoto. O final do jogo ficou marcado por uma enorme confusão, com murros trocados de parte a parte e quase todos os elementos das duas equipas engalfinhados a tentar separar os mais nervosos. Pickel (Famalicão) apareceu estendido no relvado e Riccieli terá agredido David Carmo (ambos foram expulsos). Cenas lamentáveis num jogo que nada decidia.

Quanto à partida, o Famalicão venceu com reviravolta (esteve a perder por 0-2) após uma segunda parte alucinante.

Os bracarenses entraram mais acutilantes e Ricardo Horta aproveitou o primeiro minuto para se isolar na marca de melhor marcador (93 golos) na história do clube. A equipa manteve o ritmo e Vitinha, pouco depois, cabeceou para o 0-2. O Famalicão reagiu e Banza reduziu, perto do intervalo.

Na segunda metade, a equipa da casa forçou o ritmo mas jogava mais com o coração do que com a cabeça. Foi já perto do final que Bruno Rodrigues empatou o marcador. As contas ainda não estavam fechadas e, ao cair do pano, Banza consumou a cambalhota no marcador com um golo de cabeça antes da confusão, que era dispensável.
Sp. Braga FAMALICÃO Riccieli Pickel David Carmo Banza futebol desporto
Ver comentários
}