Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Seleções do Quénia e do Zimbabué excluídas da Taça das Nações Africanas 2023

FIFA anunciou, a 24 de fevereiro, a suspensão "com efeito imediato" devido "à influência indevida de terceiros".
Lusa 24 de Maio de 2022 às 12:03
Costa do Marfim venceu a Taça das Nações Africanas em 2015
Costa do Marfim venceu a Taça das Nações Africanas em 2015 FOTO: EPA
As seleções de futebol do Quénia e do Zimbabué não vão disputar a Taça das Nações Africanas (CAN) de 2023, devido às suspensões impostas às federações dos dois países, anunciou o organismo que gere o futebol africano.

Em comunicado, divulgado na noite de segunda-feira, a Confederação Africana de Futebol (CAF) explica que as federações do Quénia e o Zimbabué "ainda não cumpriram os critérios exigidos pela FIFA para o levantamento das suas suspensões", pelo que as seleções dos dois países serão excluídas da competição.

Segundo a CAF, os dois grupos de qualificação nos quais estavam incluídas as seleções do Quénia e do Zimbabué "terão apenas três equipas e manterão a calendarização já definida", que terá início em 01 de junho.

Em 24 de fevereiro, a FIFA anunciou a suspensão "com efeito imediato" as federações do Quénia e do Zimbabué, devido "à influência indevida de terceiros".

Na altura, Gianni Infantino, presidente da FIFA, mencionou a "interferência governamental nas atividades da federação de futebol".

Zimbabué Quénia CAN2023 CAF CAN FIFA futebol desporto
Ver comentários
}