Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Sporting com jogo decisivo para o título frente ao Nacional

Técnico leonino aborda agressões no final do Moreirense-FC Porto e ataca rival por desviar as atenções dos resultados.
Mário Figueiredo 1 de Maio de 2021 às 09:22
Rúben Amorim diz que o Nacional está a crescer
Rúben Amorim diz que o Nacional está a crescer FOTO: Sporting CP
Rúben Amorim abordou esta sexta-feira os momentos tensos vividos recentemente no futebol nacional, nomeadamente o da expulsão de Sérgio Conceição e as agressões de Pedro Pinho a um repórter de imagem no final do jogo, referindo que "dá jeito não falar dos resultados, dos pontos de avanço, dos pontos que faltam... Também pode ser usado como distração para o essencial. Faz parte do futebol".

O técnico leonino reafirmou ainda que não é "exemplo para ninguém", até porque já foi expulso quatro vezes. "Cabe-nos melhorar o nosso comportamento. Não tenho sido o melhor dos exemplos. Quando há uma expulsão, penso sempre que é a última, é para isso que trabalho, sabendo que, com a pressão de ser treinador, com a falta de público, existem alguns excessos. O facto de não se falar de futebol mas sim de outras coisas também dá jeito às vezes", disse Amorim à margem da antevisão do jogo de hoje com o Nacional, acrescentando: "Cada um tem que olhar para si. Vou tentar melhorar. Não me sinto no direito de dar lições de moral a ninguém. Vou tentar melhorar e vou ser melhor no futuro".

O treinador dos leões, com passado de jogador do Benfica, fugiu à questão se seria especial celebrar o título de campeão no Estádio da Luz: "Não falamos no título. O que me dá prazer é ganhar jogos e ver os meus jogadores felizes, a crescerem de jogo para jogo. Esse tem sido o nosso foco. Essa questão não faz sentido. Queremos ganhar os jogos. Só os três pontos interessam, seja onde for. O sabor é igual".


Já sobre o adversário, Rúben Amorim minimiza o facto de o Nacional ser o último: "A classificação não quer dizer nada. Já ficou mais do que provado que tudo pode acontecer. Houve uma troca de treinadores e já se notam diferenças. O FC Porto teve dificuldades contra o Nacional, que ganhou ao V. Guimarães. Estão a crescer, mas queremos fazer o nosso jogo. Temos de estar atentos à velocidade na frente".

"Apoio dos adeptos é muito importante"
"Claro que o apoio dos adeptos é importante, dá força, mas temos de nos abstrair um bocadinho disso e ser frios. É bom ter o carinho dos adeptos, mas tudo muda consoante os resultados", disse esta sexta-feira Rúben Amorim sobre a euforia que reina entre os sócios do clube com a liderança da Liga.

Neto no lugar de Inácio
Luís Neto vai ser o substituto do castigado Gonçalo Inácio no eixo da defesa leonina na partida de hoje com o Nacional. Luís Neto saiu de Braga com um hematoma no pé esquerdo, mas já está totalmente recuperado. Inácio, que foi expulso aos 18 minutos do jogo no Minho, após um duplo amarelo, deve voltar à titularidade só na próxima jornada. Assim, Amorim apostará em Luís Neto, Coates e Feddal no esquema de três centrais.

PORMENORES
Pressão nos rivais
O treinador leonino reconheceu que os resultados da equipa são melhores quando jogam primeiro do que os rivais. "Jogar antes tem sido melhor. Poderá ser coincidência. Nos últimos jogos, jogámos depois e perdemos pontos", referiu Amorim.

Amorim e o mérito
"Não estou nada preocupado com o mérito. O que queremos é ganhar jogos, conquistar coisas para o Sporting, ajudar o clube a crescer... O foco está aí, sabendo que temos tido, assim como muitos clubes, alguns excessos", disse o técnico.

Margem mínima
Amorim minimizou o facto de os leões fazerem poucos golos: "Não somos só nós que temos marcado menos. Outras equipas que lutam pelos mesmos objetivos têm feito menos golos. Houve equipas que fizeram mais golos, mas contra dez".

Melhor treinador da Liga
Amorim recusou ser considerado o melhor treinador da Liga: "Não, de forma alguma. Tenho um grupo muito forte, muito unido, tenho uma estrutura e uma equipa técnica que me ajudam muito. Tenho a tal estrelinha, que me ajudou em certos resultados".

Lesão de Tiago Tomás preocupa Leões
Rúben Amorim revelou que a lesão de Tiago Tomás, uma entorse no tornozelo esquerdo, pode afastar o jovem avançado, de 18 anos, da fase final do Campeonato da Europa de Sub-21.

O treinador dos leões não esconde o desejo do jovem representar a seleção nacional e de até valorizar ainda mais nesta prova, cuja fase a eliminar se disputa no final deste mês. Portugal defronta a Itália nos ‘quartos’.

Amorim referiu esta sexta-feira na antevisão do jogo que "Tabata e o Tiago Tomás estão a fazer recuperação". "Vamos ver se os conseguimos recuperar. Não está fácil, mas... Não é para este jogo, é para o resto dos jogos. Vamos fazer o máximo para recuperá-los, especialmente o Tiago, que queremos ajudá-lo a ir ao Europeu", disse o técnico.

Tiago Tomás já estava fora das opções do jogo com o Nacional devido ao quinto amarelo que viu na partida com o Sp. Braga, que os leões venceram por 1-0. Além destes dois avançados, Amorim também não pode conta com Adán e Gonçalo Inácio (expulso em Braga com duplo amarelo).
Ver comentários