Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Sporting em guerra com jogador Bas Dost

Leões afirmam que holandês pediu para sair em maio mas empresário do jogador garante que Varandas lhe disse que não contava com o avançado em julho.
Mário Figueiredo 21 de Agosto de 2019 às 08:26
A carregar o vídeo ...
Leões afirmam que holandês pediu para sair em maio mas empresário do jogador garante que Varandas lhe disse que não contava com o avançado em julho.
O Sporting está em guerra com Bas Dost e acusa o avançado de fazer "exigências de última hora" para inviabilizar a transferência para o Eintracht Frankfurt. O empresário do avançado nega e pede "dignidade" aos leões.

Frederico Varandas está a fazer tudo para empurrar Bas Dost do Sporting. A débil situação financeira obriga a reduzir a massa salarial e o holandês é o mais caro do plantel com três milhões de euros líquidos/ano.

Os leões revelaram o princípio de acordo com o Eintracht para a transferência do médio numa verba a rondar os oito milhões de euros. O holandês recusou. Pretende ficar em Portugal e promete apresentar-se esta quarta-feira no treino em Alcochete.

Na guerra de comunicados, os leões dizem que Bas Dost já tinha pedido para "sair em maio" e que a transferência para a Alemanha só não se concretizou devido a "exigências de última hora".

O Sporting avisa que "continua disponível" para negociar, mas que se mantém "intransigente na defesa dos interesses do clube".

Já Gunther Nehaus, agente do jogador, nega qualquer "exigência de última hora" e diz que estão a denegrir a imagem de Bas Dost que só pretende que o "deixem abandonar o clube com dignidade, em bons termos, como o fez por merecer ao serviço do clube".

Os leões voltaram à carga mais tarde e acusaram Gunther de mentir.

Real Madrid atento a Bruno
Bruno Fernandes volta a estar na rota do Real Madrid, depois de gorada a transferência de Pogba, noticiou esta terça-feira a imprensa espanhola.

Eriksen (Tottenham) também é falado para a vaga. E apesar de Bruno Fernandes estar bem colocado, Eriksen está em final de contrato e pode assinar a custo zero em janeiro, o que lhe permitiria receber um prémio de assinatura e um vencimento mais alto, mas mesmo assim longe dos 70 milhões pedidos por Frederico Varandas pela venda do jogador leonino.
Ver comentários