Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Carlos Sousa desiste do rali Dakar por problemas mecânicos

Fuga de óleo em etapa sem assistência ditou abandono do piloto português.
Lusa 14 de Janeiro de 2018 às 18:05
Carlos Sousa no Dakar 2018
Carlos Sousa atascado nas dunas no Dakar de 2018
Carlos Sousa (à dta,) com o navegador Pascal Maimont
Carlos Sousa no Dakar 2018
Carlos Sousa no Dakar 2017
Carlos Sousa no Dakar 2018
Carlos Sousa atascado nas dunas no Dakar de 2018
Carlos Sousa (à dta,) com o navegador Pascal Maimont
Carlos Sousa no Dakar 2018
Carlos Sousa no Dakar 2017
Carlos Sousa no Dakar 2018
Carlos Sousa atascado nas dunas no Dakar de 2018
Carlos Sousa (à dta,) com o navegador Pascal Maimont
Carlos Sousa no Dakar 2018
Carlos Sousa no Dakar 2017
O piloto português Carlos Sousa (Renault Duster) desistiu este domingo do 40.º Rali Dakar, depois de problemas mecânicos terem impedido a partida para a oitava etapa, que liga Uyuvi a Tupiza, na Bolívia.

O próprio piloto confirmou "a notícia que não gostava de dar" na sua página de Facebook.



Também a Renault falou da desistência. "O piloto português foi obrigado a desistir na ligação para a oitava etapa, na sequência de uma fuga de óleo no radiador. Um problema detetado na especial de ontem [sábado], mas impossível de resolver pela equipa, pelo facto de, nas etapas 'maratona', só os pilotos estarem autorizados a fazer reparações e pelos seus próprios meios", explicou a Renault Portugal, num comunicado publicado no sítio oficial na Internet.


Sousa e o francês Pascal Maimon, copiloto, desistiram a poucas centenas de metros da partida para o troço cronometrado, quando constataram "que a fuga de óleo no radiador era maior" do que inicialmente pensado, revelou o almadense, citado em comunicado.

"O Duster perdera três litros de óleo em apenas 30 quilómetros. Com 500 quilómetros de especial pela frente, é evidente que íamos ficar pelo caminho com o motor partido. Por isso, para evitarmos males maiores, em conjunto com a equipa, tomámos a decisão de abandonar", acrescentou.

Para o piloto luso, a desistência "tem um sabor ainda mais amargo", numa edição que "já fez um número incrível de vítimas, até mesmo entre os candidatos à vitória".

Carlos Sousa era 23.º à geral, liderada pelo espanhol Carlos Sainz (Peugeot), e segue-se a André Villas-Boas (Toyota), nos carros, Joaquim Rodrigues (Hero), nas motos, e Pedro Mello Breyner, nos SSV, na lista de desistências.

O único português ainda em prova é Fausto Mota (Tesla-Tamega Rally), que segue no 44.º posto da geral das motos, além de Filipe Palmeiro, navegador do chileno Boris Garafulic (Mini).
Ver comentários