Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Chijindu Ujah acusa doping e Grã-Bretanha pode perder prata nos 4x100 dos Jogos Olímpicos

Atleta, que foi testado em 6 de agosto, e a equipa britânica podem perder a medalha de prata, na final ganha pela Itália.
Lusa 12 de Agosto de 2021 às 19:54
Chijindu Ujah
Chijindu Ujah FOTO: Getty Images
O velocista Chijindu Ujah, medalha de prata pela Grã-Bretanha nos 4x100 metros em Tóquio2020, foi esta quinta-feira suspenso provisoriamente pela Unidade de Integridade de Atletismo (AIU) por uma suposta violação de doping durante os Jogos Olímpicos.

Se se provar o crime, Ujah, que foi testado em 6 de agosto, e a equipa britânica podem perder a medalha de prata, na final ganha pela Itália.

O laboratório antidoping montado em Tóquio2020 revelou uma "descoberta analítica adversa" com substâncias proibidas, nomeadamente ostarina e S-23, ou seja, moduladores seletivos do recetor de andrógeno (SARM) que ajudam no aumento da força e massa muscular.

O atleta tem direito a pedir a contra-análise, da amostra B.

Ujah fez parte do quarteto britânico vice-campeão olímpico, juntamente com Zharnel Hughes, Richard Kilty e Nethaneel Mitchell-Blake.

A AIU confirmou ainda que o lançador de peso georgiano Benik Abramyan, o corredor de 1.500 metros Sadik Mikhou, do Bahrain, e o velocista Mark Otieno Odhiambo, do Quénia, também foram suspensos provisoriamente, devido a testes igualmente suspeitos.

Unidade de Integridade de Atletismo Chijindu Ujah Grã-Bretanha AIU Tóquio2020 desporto atletismo
Ver comentários