Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

“O Jorge sabia que ia ser campeão do mundo”

Confissões da mãe do selecionador que deu o título a Portugal.
Francisco Manuel 6 de Outubro de 2021 às 08:35
A carregar o vídeo ...
“O Jorge sabia que ia ser campeão do mundo”
"Pela manhã fui à minha santinha pedir para dar sorte à seleção e ao Jorge, depois do jogo fui agradecer a bênção”, diz ainda emocionada Judite Gomes, mãe do selecionador nacional de futsal, campeão do mundo na Lituânia após a equipa das quinas vencer a Argentina por 2-1.

Na pacata freguesia de Sonim, Valpaços (distrito de Vila Real, em Trás-os-Montes), reside a mãe do treinador Jorge Braz. Na casa onde o selecionador cresceu, o último andar está repleto de fotos, troféus e várias distinções que foram conquistadas ao longo da carreira.

Antes do início do jogo, Judite falou com o filho. “Disse-lhe para ter muita confiança, e ele disse-me que sabia que ia ganhar, ser campeão do mundo”, disse ao CM a mulher de 72 anos.

Judite ainda não se recompôs da emoção. “Não me consegui sentar para ver o jogo. A televisão estava alta, eu andava a fazer isto e aquilo, porque não aguentava. Ia ouvindo e espreitando. Depois, quando o árbitro apitou para o final chorei, chorei muito de emoção”, recorda, sem conseguir parar de sorrir nem travar a lágrima teimosa que rolou pelo canto do olho. “Tudo isto é fruto do trabalho dele, que apesar de tudo ele continua a ser muito humilde e recusa o estatuto de herói, mas aqui na aldeia todos o vêm como tal”, garante Judite.

No café Quinta do Gago, o jogo do passado domingo foi vivido de forma intensa. “Apesar de estar a dar o Benfica, no jogo com o Portimonense, tínhamos duas televisões, mas 99 por cento dos clientes estavam apenas interessados na seleção, até porque estava lá o nosso amigo Jorge (Braz), diz o proprietário Fernando “Chalana”. O amigo de décadas do selecionador nacional lembra os tempos em que ambos jogaram juntos e o primeiro título conquistado num torneio local.

A euforia ainda mora em Sonim, agora à espera que Jorge Braz possa ter um tempinho para ir visitar a mãe e os amigos, que têm à sua espera uma festa de arromba.
Argentina Jorge Braz Lituânia Judite Gomes Sonim desporto futsal futebol
Ver comentários