Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Piloto luso-suíço morre aos 19 anos no GP de Itália de Moto3

Jason Dupasquier ainda foi operado, mas acabou por não resistir às leões sofridas.
Sara Guterres 31 de Maio de 2021 às 13:39
Piloto tinha 19 anos
Acidente violento na qualificação do GP de Itália de Moto3 provocou vários ferimentos ao jovem
Luso-suíço foi homenageado por pilotos e respetivas equipas, que cumpriram minuto de silêncio
Piloto tinha 19 anos
Acidente violento na qualificação do GP de Itália de Moto3 provocou vários ferimentos ao jovem
Luso-suíço foi homenageado por pilotos e respetivas equipas, que cumpriram minuto de silêncio
Piloto tinha 19 anos
Acidente violento na qualificação do GP de Itália de Moto3 provocou vários ferimentos ao jovem
Luso-suíço foi homenageado por pilotos e respetivas equipas, que cumpriram minuto de silêncio
O piloto luso-suíço Jason Dupasquier, da Prüstel, morreu este domingo aos 19 anos, após o acidente violento que sofreu no sábado na parte final da qualificação do Grande Prémio de Itália de Moto3. Foi a quinta morte no Mundial de velocidade neste século.

A notícia abalou o mundo do desporto, com as reações a multiplicarem-se. No GP Itália, os pilotos e respetivas equipas cumpriram um minuto de silêncio em memória de Jason Dupasquier. "Gostava que este desporto não fosse tão cruel, mas é a nossa paixão. Os nossos pensamentos estão com a família", disse este domingo Miguel Oliveira, após ter conquistado o primeiro pódio da temporada.

Filho de mãe portuguesa -Andreia Dupasquier, natural de Salvaterra de Magos -, Jason foi operado, mas não resistiu às lesões. Na reta final da qualificação de sábado, o piloto da Prüstel foi ao asfalto e levou depois com uma das outras motos envolvidas no acidente. Foi assistido durante mais de meia hora na pista do circuito de Mugello, antes de ser retirado de helicóptero em estado "muito grave".

Dupasquier participava pelo 2º ano na categoria de Moto3 do campeonato do mundo de motociclismo de velocidade.

2.º lugar de Oliveira ofuscado
O segundo lugar de Miguel Oliveira (KTM) no GP Itália em MotoGP que o francês Fábio Quartararo (Yamaha) venceu, foi ofuscado pela morte trágica de Dupasquier. O piloto português conseguiu este domingo o melhor resultado do ano no Mundial de MotoGP: saiu do 7º lugar da grelha, conquistou o primeiro pódio esta temporada e subiu ao décimo lugar na tabela de pilotos (29 pontos). Fábio Quartararo lidera o campeonato, com 106 pontos.
Itália de Moto3 Miguel Oliveira NP Prüstel Jason Dupasquier Moto3 Fábio Quartararo desporto motociclismo
Ver comentários