Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Voo histórico de Patrícia Mamona vale medalha de prata nos Jogos Olímpicos e novo recorde nacional

Portuguesa saltou 15,01 metros, bateu duas vezes a melhor marca nacional e sagrou-se vice-campeã olímpica.
Ana Isabel Fonseca 2 de Agosto de 2021 às 01:30
Patrícia Mamona conquista prata nos JO
Patrícia Mamona vence medalha de prata nos JO
Patrícia Mamona no triplo salto
Patrícia Mamona conquista prata nos JO
Patrícia Mamona vence medalha de prata nos JO
Patrícia Mamona no triplo salto
Patrícia Mamona conquista prata nos JO
Patrícia Mamona vence medalha de prata nos JO
Patrícia Mamona no triplo salto
Ao quarto ensaio, Patrícia Mamona tocou o céu e voou diretamente para a história do desporto português. Com uma marca de 15,01 metros, sagrou-se este domingo vice-campeã do triplo salto feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Aos 32 anos, a atleta trouxe a medalha de prata e em poucos minutos superou duas vezes o recorde nacional.

“Ainda estou a tentar acalmar-me. As primeiras pessoas que me surgem na cabeça são o meu treinador, a minha família, este grande País. Isto parece surreal, estou muito orgulhosa. Quero deixar o meu agradecimento a Portugal. Somos pequenos, mas somos grandes”, disse Patrícia Mamona, a tentar conter as lágrimas.

A atleta do Sporting só foi superada pela venezuelana Yulimar Rojas, que bateu o recorde do Mundo. O salto de 15,67 metros superou a antiga marca que resistia desde 1995, o que só valoriza a prata de Patrícia Mamona. Aliás, a portuguesa conseguiu pela primeira vez ultrapassar a mítica barreira dos 15 metros.

“Quando comecei disseram-me que não tinha perfil de triplo salto, que era muito pequena. Mas agora faço parte da equipa dos 15 metros. Sou vice-campeã olímpica, sou a segunda melhor do Mundo”, afirmou.

Patrícia Mamona é filha de pais angolanos. Nasceu em Lisboa a 21 de novembro de 1988 e viveu até à adolescência no Cacém. É o verdadeiro exemplo de que o trabalho e a dedicação dão frutos. Aos 12 anos começou a treinar às escondidas dos pais. Tudo por amor ao atletismo. “Quero deixar uma mensagem de agradecimento a todos em casa e deixar uma mensagem de inspiração. Não desistam, trabalhem muito”, disse.

26ª medalha olímpica
Depois do bronze de Jorge Fonseca no judo (-100 kg), a prata de Patrícia Mamona no triplo salto permitiu a Portugal somar a 2.ª medalha em Tóquio, num total de 26 em todas as edições dos Jogos Olímpicos. São quatro medalhas de ouro, nove de prata e 13 de bronze.

Reações após a conquista
Marcelo Rebelo de Sousa telefonou a Patrícia Mamona e felicitou-a pelo triunfo na prova. Já o primeiro-ministro, António Costa, demonstrou o seu orgulho através de uma mensagem no Twitter. Também o Sporting, clube da atleta, destacou o feito histórico.
Ver comentários