Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Depósitos dos portugueses atingem recorde de 169,9 mil milhões de euros

Valor das poupanças atinge 170 mil milhões de euros, dos quais cerca de 80 mil milhões à ordem.
Raquel Oliveira 27 de Agosto de 2021 às 09:25
A carregar o vídeo ...
Depósitos dos portugueses atingem recorde de 169,9 mil milhões de euros
Os portugueses tinham depositado nos bancos 169,9 mil milhões de euros, um valor recorde, e que traduz um aumento de 6,6% face a igual período do ano passado, de acordo com dados divulgados esta quinta-feira pelo Banco de Portugal (BdP). Deste total, cerca de 89 mil milhões de euros estavam em depósitos a prazo.

A pandemia está a elevar as poupanças dos portugueses - e dos europeus - para níveis historicamente elevados, e os valores de julho confirmam a tendência que se verifica desde o ano passado. No entanto, o ritmo tem vindo a decrescer, depois de ter atingido um pico em fevereiro, com uma taxa de variação de quase 9%.

As baixas taxas de juro praticadas nos depósitos a prazo explicam, por seu turno, os valores deixados à ordem: em julho, ascendiam a 80 mil milhões de euros.

Quanto a empréstimos, os dados do BdP revelam que a taxa de variação anual no crédito à habitação cresceu em julho 3,9%, tendo-se ficado em 1,6% nos empréstimos para o consumo.

O crédito à habitação atingiu em março último o valor mais elevado dos últimos 13 anos, com os empréstimos concedidos às famílias para comprar casa a ascenderem a 1382 milhões de euros.
BdP Banco de Portugal economia negócios e finanças banca