Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Ex-diretor de informação da TVI vai ser assessor de Medina com salário de ministro

Sérgio Figueiredo vai prestar serviços de consultoria especializada ao Ministro das Finanças durante dois anos.
Correio da Manhã 8 de Agosto de 2022 às 21:01
Sérgio Figueiredo
Sérgio Figueiredo FOTO: Liliana Pereira
O ministro das Finanças, Fernando Medina, convidou Sérgio Figueiredo, ex-diretor de informação da TVI, para assessor em matérias de "consultoria estratégica especializada".

Segundo avança o jornal Negócios, o objetivo de Fernando Medina é que o jornalista o apoie no "desenho, implementação e acompanhamento de políticas públicas, incluindo a auscultação de partes interessadas na economia portuguesa e a avaliação e monitorização dessas mesmas políticas".

A autorização da contratação através de ajuste direto - devido à "especificidade das necessidades de consultoria em causa" -, foi publicada esta segunda-feira em Diário da República.

O contrato que Sérgio Figueiredo assinou vigorará por dois anos e, segundo referiu fonte do ministério ao Negócios, vai ter uma remuneração "equiparada e limitada ao vencimento base do Ministro das Finanças", que corresponde a 4.767 euros.

Atualmente, Sérgio Figueiredo é consultor em regime freelancer, mas já foi diretor do Diário Económico, do jornal Negócios e ainda diretor de informação da TVI.

Fernando Medina foi comentador na TVI antes de ser nomeado para o executivo de António Costa, durante cinco anos, período em que Sérgio Figueiredo foi diretor de informação daquele canal de TV.

"O que me é pedido é que olhe para a informação que está disponível e que, protegido pelo facto de não estar na gestão diária do Governo e do ministério, tenha a capacidade diária de auscultar os stakeholders relevantes", explica Sérgio Figueiredo ao Negócios.
TVI Sérgio Figueiredo Negócios economia negócios e finanças
Ver comentários