Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Pagamentos em atraso totalizam 836 milhões de euros no primeiro semestre

Défice das contas públicas agravou-se para 7.060 milhões de euros no primeiro semestre, mais 150 milhões de euros no período homólogo.
Lusa 26 de Julho de 2021 às 20:12
Dinheiro
Dinheiro FOTO: Getty Images
Os pagamentos em atraso das entidades públicas fixaram-se em 836 milhões de euros no final de junho, mais 385,4 milhões de euros do que no mesmo período do ano anterior, indicou a Direção-Geral do Orçamento (DGO).

"No final de junho, os pagamentos em atraso das entidades públicas ascenderam a 836 milhões de euros, o que representou um aumento de 385,4 milhões de euros relativamente ao período homólogo e um aumento de 118,1 milhões de euros face ao final do mês anterior", revelou a síntese de execução orçamental.

A variação homóloga é justificada, sobretudo, pelos hospitais EPE (Entidade Pública Empresarial), com um aumento de 405,2 milhões, que, no entanto, foi atenuado por uma contração de 24,3 milhões de euros na administração regional.

O défice das contas públicas agravou-se para 7.060 milhões de euros no primeiro semestre, mais 150 milhões de euros no período homólogo, impactado pela terceira vaga da pandemia de covid-19.

DGO Direção-Geral do Orçamento economia negócios e finanças macroeconomia conjuntura
Ver comentários