Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Plano de Estabilidade prevê 250 milhões em novos hospitais e 68 milhões de euros em obras até final de 2022

No Orçamento do Estado para 2021 estava contemplada uma despesa de 104,3 milhões de euros para a construção de novos hospitais a serem lançados até 2023.
Lusa 16 de Abril de 2021 às 14:31
João Leão, ministro das Finanças
Ministro das Finanças , João Leão, poderá ter de rever estimativas para 2020, face a quarto trimestre difícil
João Leão
João Leão, ministro das Finanças
Ministro das Finanças , João Leão, poderá ter de rever estimativas para 2020, face a quarto trimestre difícil
João Leão
João Leão, ministro das Finanças
Ministro das Finanças , João Leão, poderá ter de rever estimativas para 2020, face a quarto trimestre difícil
João Leão
O Governo prevê investir 250 milhões de euros (MEuro) em novos hospitais até final do próximo ano e 68 milhões em obras em infraestruturas já existentes, segundo o Programa de Estabilidade (PE) para 2021/2025.

De acordo com os dados relativos aos investimentos estruturantes em infraestruturas (em execução ou contratação), o PE prevê um investimento em novos hospitais de 69MEuro este ano e 181MEuro no próximo.

No Orçamento do Estado para 2021 estava contemplada uma despesa de 104,3MEuro para a construção de novos hospitais a serem lançados até 2023.

Segundo o PE, entre estas novas unidades estão o Hospital Lisboa Oriental PPP, para o qual estão previstos este ano 10MEuro e 73MEuro em 2022.

As verbas contempladas no PE para esta nova unidade incluem o investimento na infraestrutura e equipamento (exclui a execução financeira da PPP). O custo total do projeto é de 470MEuro.

O júri do concurso, da responsabilidade da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), apenas em setembro de 2020 optou pela pré-qualificação de dois concorrentes: a Sacyr Somague e o consórcio Mota-Engil.

Outras das novas unidades a lançar será o Hospital de Proximidade de Sintra, para o qual o PE inscreve uma previsão de 12MEuro (inclui equipamento hospitalar), mas apenas em 2022. O custo total da obra é de 75 milhões de euros.

Este mês, a autarquia anunciou que a adjudicação e o início da construção estavam previstas para o mês de julho. A Câmara de Sintra paga a construção, enquanto o Estado assume a aquisição e instalação de equipamentos, orçamentadas em 22MEuro.

O Hospital de Proximidade do Seixal é outra das novas unidades inscritas no PE, com um investimento público previsto de 28MEuro este ano e um milhão em 2022, verbas que incluem equipamento hospitalar. O custo total do projeto é de 55MEuro.

O processo de criação deste hospital remonta a 2009, quando o Estado assinou um acordo com a Câmara Municipal do Seixal, chegando a ser lançado um concurso público em janeiro de 2010, mas o processo acabou por não ter desenvolvimentos nessa altura.

O Hospital Central do Alentejo é outra das novas unidades, na qual o Governo prevê investir 13MEuro este ano e 44MEuro em 2022 (inclui equipamento hospitalar). No total, o custo deste projeto está estimado em 215MEuro.

O Hospital da Madeira outras das cinco novas unidades hospitalares previstas. O total do custo do projeto é de 311MEuro, sendo que o Governo prevê investir este ano 18MEuro e no próximo 51MEuro (inclui equipamento hospitalar).

Para obras em infraestruturas de saúde já existentes estão previstos um total de 68MEuro até final de 2022.

O maior investimento este ano vai para o Hospital Pediátrico de S. João, com 24MEuro. O custo total é de 28MEuro, mas o restante já foi investido em anos anteriores.

Na UCCI -- Rainha D. Leonor o Governo prevê este ano um investimento de 100.000 euros e para a intervenção no IPO de Coimbra estão previstos 11MEuro este ano e 15MEuro em 2022.

No Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia-Espinho está previsto um investimento de 200.000 euros e no Centro Hospitalar de Setúbal 11MEuro este ano e seis milhões de euros em 2022.

Ver comentários