Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Santander adia "temporariamente" medidas unilaterais e quer evitar despedimento coletivo

Banco disse que se reuniu "com os sindicatos dos trabalhadores bancários integrados na UGT".
Lusa 5 de Maio de 2021 às 20:37
Banco Santander
Banco Santander
O banco Santander Totta resolveu adiar "temporariamente" a aplicação de medidas unilaterais para a saída de trabalhadores e pretende evitar um despedimento coletivo, refere a Comissão Executiva da instituição numa nota interna enviada aos colaboradores.

Na mensagem, a que a Lusa teve acesso, o banco disse que se reuniu esta segunda-feira "com os sindicatos dos trabalhadores bancários integrados na UGT, nomeadamente o SBN -- Sindicato dos Trabalhadores do Setor Financeiro de Portugal (SBN), o Sindicato dos Bancários do Centro (SBC), e o Sindicato da Banca, Seguros e Tecnologias -- Mais Sindicato (Mais)".

 Este encontro, disse a instituição, "realizou-se a pedido dos referidos sindicatos e teve na ordem de trabalhos o anúncio feito pelo banco no dia 28 de abril de que, nos termos legais, se iniciou uma fase de consulta à Comissão Nacional de Trabalhadores relativa a medidas unilaterais de redução de postos de trabalho".

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários