Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Sonaecom deixa de ser acionista da ZOPT detida por Isabel dos Santos

"Procedeu à resolução do acordo parassocial que regia as relações entre as acionistas da ZOPT", diz Sonaecom.
Lusa 28 de Setembro de 2022 às 20:18
Prejuízo é "explicado pelo ajustamento ao justo valor da participação direta na NOS"
Prejuízo é 'explicado pelo ajustamento ao justo valor da participação direta na NOS' FOTO: Direitos Reservados
A Sonaecom deixou de ser acionista da ZOPT, que passa a ser totalmente detida pela Unitel International Holdings e kento Holding Limited, sociedades controladas por Isabel dos Santos, foi esta quarta-feira comunicado ao mercado.

Segundo a informação enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sonaecom "procedeu à resolução do acordo parassocial que regia as relações entre as acionistas da ZOPT".

Na reunião da assembleia-geral da ZOPT, foi decidido proceder à amortização da participação da Sonaecom e à restituição das prestações acessórias, "por contrapartida da entrega das ações representativas de 26,075% do capital social da NOS, que não se encontram oneradas e de uma importância em dinheiro".

Assim, a Sonaecom deixou de ser acionista da ZOPT, que agora é integralmente detida pela Unitel International Holdings e kento Holding Limited, sociedades controladas por Isabel dos Santos.

Segundo a mesma nota, passam a ser imputáveis à Sonaecom 26,075% do capital social da NOS, que "após ocorridos os trâmites aplicáveis, passarão a ser diretamente detidos por aquela sociedade".

A Sonaecom reiterou ainda que pretende continuar a assegurar um quadro de "estabilidade acionista" na NOS, permitindo à empresa desenvolver o seu projeto.

Ver comentários