Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
9

Professora a quem diziam para "tapar as curvas" torna-se milionária ao mostrar-se nua na Internet

Jovem de 28 anos ganhou quase um milhão de euros em apenas 16 meses, no novo ‘emprego’.
Correio da Manhã 26 de Abril de 2021 às 18:23
Romi tem 28 anos e é milionária
Romi tem 28 anos e é milionária
Romi tem 28 anos e é milionária
Romi tem 28 anos e é milionária
Romi tem 28 anos e é milionária
Romi tem 28 anos e é milionária
Romi tem 28 anos e é milionária
Romi tem 28 anos e é milionária
Romi tem 28 anos e é milionária
Romi tem 28 anos e é milionária
Romi tem 28 anos e é milionária
Romi tem 28 anos e é milionária

Um jovem professora polaca, a quem os colegas e a sociedade diziam para "tapar as curvas", teve a sua ‘vingança’: tornou-se milionária em menos de ano e meio a vender fotos e vídeos nua na Internet.

Em apenas 16 meses Romi Chase conseguiu faturar mais de um milhão de dólares (ganhou cerca de 900 mil euros), deixando de parte a carreira como professora de inglês.

Na sua terra natal, na Polónia, Romi não tinha oportunidades no ensino e era duramente criticada por não corresponder aos ‘padrões de beleza’ naquele país: "Sempre fui uma pessoa sexual. Mas não o podia expressar. Porque os padrões que me exigiam são muito restritos. Tens de ser alta, loira, de olhos azuis, pernas longas e sem ancas largas. Se não fores assim não és atraente. Eu, sendo uma rapariga ‘plus size’ e assumindo a minha sexualidade, era uma pecadora. Diziam-me: ‘És uma gorda, tens de tapar essas curvas’", recorda.

Rumou aos Estados Unidos da América em 2019 e, apesar de não ter encontrado emprego como professores, depressa percebeu que já não era olhada como inferior por gostar da sua silhueta curvilínea.

"Ter os seios grandes e a cintura fina é o look que todos querem aqui! E comecei a perceber que me davam atenção. Resolvi aceitar essa atenção e sentir-me mais confortável no meu corpo. Depois comecei a mostrar-me na Internet", relata ao Daily Star.

O novo ‘emprego’, alerta a jovem, não é um mar de rosas e implica alguns esforços. "Tive que gastar dinheiro em equipamento de vídeo e fotografia, iluminação e marketing. E é um trabalho como outro qualquer, talvez até mais cansativo. Eu trabalho todos os dias pelo menos 12 horas por dia, e não tenho ajuda nenhuma", conta Romi.

Quanto às críticas que lhe são apontadas, de quem recorre a este tipo de trabalho é porque não tem estudos ou educação para outro tipo de carreira, Romi atira: "Tenho o mestrado e tudo. Sempre fui aluna de excelência. E se me tornei milionária em pouco mais de um ano é porque me apliquei e trabalhei as minhas capacidades. No fundo é um jogo de marketing: primeiro mostro-me em lingerie e, se quiserem ver mais, têm de pagar", clarifica a jovem que faz fortuna na plataforma para adultos OnlyFans.

A viver em Miami, num apartamento de luxo, Romi admite que por vezes acha que está "a sonhar". "Parece que é mentira, mas não é! Não sabia que ia encontrar sucesso tão rápido. É uma loucura, mas estou aqui, estou feliz e estou a fazer dinheiro como nunca fiz", termina.