Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
4

"Um milagre de Natal": Mulher dá à luz sem saber que estava grávida

"Não sonhei sequer que estava grávida. Sim, as minhas menstruações eram irregulares, mas sempre foram assim", recordou a jovem.
Correio da Manhã 26 de Dezembro de 2020 às 17:00
Ally Opfer com o filho nos braços
Ally Opfer com o filho nos braços FOTO: Facebook

Uma jovem norte-americana descobriu que estava grávida apenas meia hora antes de dar à luz, segundo o jornal britânico The Sun. Até então, Ally Opfer nunca desconfiou de nada, até porque já tinha feito um teste de gravidez, que deu negativo, e tinha também a barriga lisa.

Tudo começou a 21 de dezembro de 2016. Ally, com 26 anos, era cheerleader na universidade e, apesar de ter sentido algumas dores antes de ir para mais um treino, pensou que se devessem à menstruação e resolveu ir na mesma. Mas, quando voltou a casa, as dores só pioraram. Só passadas quase 48 horas, a 23 de dezembro, é que concordou ir ao médico. A jovem descreve a viagem até ao hospital como "terrível" com as contrações a piorarem cada vez mais e a gritar de dor.

"Não sonhei sequer que estava grávida. Sim, as minhas menstruações eram irregulares, mas sempre foram assim. Não tinha engordado, não me sentia cansada nem sentia nenhum movimento estranho", disse ao The Sun.

Os médicos acabaram por descobrir que a pressão arterial da jovem bem como a quantidade de glóbulos brancos estavam perigosamente altos. Primeiro pensaram que tivesse pedra nos rins, até porque o clínico de serviço alertou-a para "uma massa", o que assustou Ally, que pensou tratar-se de uma doença.

Rapidamente o clínico lhe disse que estava grávida de 38 semanas e que tinha entrado em pleno trabalho de parto. O pequeno Oliver acabou por nascer de cesariana de urgência e pesava 3,175 quilogramas.

"Eles disseram que eu tinha pré-eclâmpsia extremamente grave. Que a minha pressão arterial estava tão alta que estava prestes a ter um ataque cardíaco. Se eu tivesse esperado mais alguns minutos para vir ao hospital, poderia ter morrido", contou.

A criança tem agora quatro anos. "Ele fez-me a mãe mais feliz do mundo, e todos os Natais são especiais por causa dele. Mas segurá-lo nos meus braços naquele primeiro Natal mudou a minha vida. Foi o melhor presente de Natal que eu não sabia que precisava. O Oliver foi um verdadeiro milagre de Natal", rematou à mesma publicação.

Ally Opfer Oliver bebé parto gravidez