Barra Cofina

Correio da Manhã

Domingo
3

Duas obras do tempo presente

Os 'The Residents' são um ícone da arte de vanguarda.
João Pereira Coutinho 18 de Novembro de 2018 às 07:00
The Residents
The Residents FOTO: Twitter

Dois discos de universos musicais distintos partilham uma mesma paranoia face ao presente, criando uma distopia próxima de ‘1984’ para uma leitura do real, no caso dos Uncle Acid & the Deadbeats, ou nomeando os seres alternativos que assombram os recantos mais obscuros da nossa consciência, no caso dos The Residents.

Os Uncle Acid & the Deadbeats são uma banda inglesa, formada em Cambridge em 2009 pelo guitarrista e vocalista Kevin Starrs.

Praticantes de ‘doom’ psicadélico, o seu mundo sonoro, ancorado no final dos anos 1960, tem sido descrito como uma celebração do outono ‘hippie’, essa paisagem devastada pós-‘flower power’ onde os campos mortais de Altamont se mesclam com os assassinatos da tribo de Charles Manson, e incorpora uma miscelânea das forças musicais apocalípticas que convergiram sobre aquela época, numa espécie de ‘jam’ concentracionária do Alice Cooper dos primórdios com os Black Sabbath e os The Stooges.

‘Wasteland’, uma irresistível cavalgada de magma para um clímax em forma de erupção acerada, é o seu quinto álbum e o melhor até à data. Os The Residents, formados em 1971 em San Mateo, na Califórnia (data do primeiro concerto sob esse nome, no Boarding House, em San Francisco, embora o grupo já existisse desde 1966, sem nome), como um coletivo artístico focado em projetos multimédia, são um ícone da arte de vanguarda, com os seus membros a atuarem sempre sob anonimato.

‘Intruders’ é o seu 46º álbum de estúdio e continuamos sem lhes conhecer o rosto, embora Hardy Fox, que morreu de cancro no cérebro a 30 de outubro deste ano, com 73 anos, tenha sido confirmado cofundador e principal compositor da banda.

O trabalho dos The Residents tem-se pautado ora pela desconstrução musical do cancioneiro pop/rock ora pela composição de complexas peças conceptuais à volta de um tema – é neste segundo grupo que encaixa ‘Intruders’, com a sua coleção de anjos, alienígenas, ex-amantes, duplos maléficos e outros espíritos que nos atabafam a inteligência, num pesadelo sonoro e poético sem igual.

The Residents Uncle Acid Cambridge Altamont Kevin Starrs Charles Manson
Ver comentários