Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
5

Chega considera que reabertura das discotecas resolve problemas da noite em Lisboa

Nuno Graciano diz que medida "vai resolver muito o problema dos moradores e da segurança".
Lusa 23 de Setembro de 2021 às 20:27
Nuno Graciano
Nuno Graciano FOTO: Lusa
O candidato do Chega à presidência da Câmara Municipal de Lisboa, Nuno Graciano, considerou esta quinta-feira que a reabertura das discotecas, a partir de 1 de outubro, "vai resolver o problema" dos ajuntamentos noturnos em Lisboa.

"Ficámos hoje a saber que a partir de 1 de outubro abrem as discotecas, portanto a partir desse momento acho que vai resolver o problema. Vai resolver muito o problema dos moradores e da segurança", afirmou Nuno Graciano, em declarações à Lusa à margem de uma ação de campanha em Alvalade.

Nas últimas semanas, Lisboa tem registado situações de criminalidade violenta em contexto de diversão noturna, nomeadamente no Bairro Alto, Cais do Sodré e Santos, com ocorrências de esfaqueamentos.

Na quarta-feira foi anunciado que os empresários da zona de Santos vão encerrar os estabelecimentos às 23:00, entre quinta-feira e domingo, três horas mais cedo do que o habitual, de modo a tentar controlar os ajuntamentos noturnos.

O candidato do Chega compreende esta decisão dos empresários, alertando que "os comerciantes têm que viver".

"Mas até às 23h00 da noite, a partir dessa hora fecha-se e as pessoas têm obrigatoriamente que se deslocar para outros sítios", afirmou, acrescentando que "só com o reforço de policiamento é que é possível" resolver as situações de criminalidade violenta que se têm registado nas zonas de diversão noturna da capital.

O levantamento gradual das restrições em função da vacinação contra a covid-19 arrancou em 01 de agosto, com regras aplicáveis em todo o território continental, inclusive o limite de horário de encerramento até às 02h00 para a restauração.

Esta quinta-feira, no final da reunião do Conselho de Ministros, o líder do executivo, António Costa anunciou que o país está "em condições de avançar" para a terceira e última fase do desconfinamento e adiantou que, na próxima semana, deverá ser atingida a meta de 85% da população com a vacinação completa.

Assim, entre outras medidas, a partir de 01 de outubro os espaços de diversão noturna, encerrados desde março do ano passado devido à pandemia de covid-19, podem reabrir, para clientes com certificado digital. A apresentação de um teste negativo à covid-19 também permitirá aos clientes a entrada em bares e discotecas a partir daquela data.

Em 29 de julho, o Governo anunciou que os espaços de diversão noturna poderiam reabrir na sua plenitude em outubro, quando as autoridades previam que 85% da população estivesse com a vacinação completa contra a covid-19.

No entanto, desde 1 de agosto, os bares e outros estabelecimentos de bebidas puderam funcionar desde que com as regras aplicadas à restauração, sem espaços de dança.

Ver comentários