Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
9

Coligação PSD/CDS-PP derrota 'Confiança' e promete cumprir todas as promessas no Funchal

"Eu não vou virar as costas aos funchalenses, não vou mentir aos funchalenses", disse Pedro Calado.
Lusa 27 de Setembro de 2021 às 01:59
Pedro Calado
Pedro Calado FOTO: Hélder Santos
O novo presidente da Câmara Municipal do Funchal, Pedro Calado, eleito domingo pela coligação PSD/CDS-PP, afirmou que vai executar todas as promessas que fez durante a campanha e cumprir o mandato até ao fim.

"Podem começar a apontar num papelinho as promessas que vamos cumprir. Daqui a quatro anos, o nosso programa vai estar inteiramente realizado. Essa é uma promessa nossa. Vamos cumprir tudo aquilo que prometemos", disse.

Pedro Calado falava na sede de campanha da coligação Funchal Sempre à Frente (PSD/CDS-PP), que derrotou a coligação Confiança (PS/BE/PAN/MPT/PDR) nas eleições autárquicas de domingo, conquistando a Câmara Municipal, a Assembleia Municipal e nove das dez freguesias que compõem o concelho mais populoso e importante da Região Autónoma da Madeira.

"Eu não vou virar as costas aos funchalenses, não vou mentir aos funchalenses, nem vou abandonar os funchalenses", disse Pedro Calado, realçando que vai cumprir os quatro anos de mandato com "garantia absoluta".

E reforçou: "O meu propósito são quatro anos e prova disso é que não deixei nenhum lugar de garantia em sítio nenhum, eu desvinculei-me de todos os cargos e de todas as responsabilidades e enfrentei a 200% este projeto da câmara e é assim que eu quero estar nos próximos quatro anos."

Pedro Calado abandonou a vice-presidência do Governo da Madeira, de coligação PSD/CDS-PP, para encabeçar a candidatura dos dois partidos à Câmara Municipal do Funchal e, agora, promete trabalhar em equipa com o executivo regional.

"Sempre dissemos que não podíamos gerir e ter uma cidade como o Funchal de costas voltadas para o Governo Regional. Temos de trabalhar em conjunto", declarou.

O novo presidente da autarquia disse, por outro lado, que o seu executivo vai trabalhar para "todos os funchalenses sem exceção" e com esperança de reforçar a votação nas próximas autárquicas.

O PSD volta à liderança da Câmara Municipal do Funchal, num executivo composto também por elementos do CDS-PP, depois de ter perdido as eleições de 2013 para a coligação Mudança (PS/BE/PND/MPT/PTP/PAN), e, em 2017, para a coligação Confiança (PS/BE/MPT/PDR e Nós, Cidadãos!).

Ver comentários