Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
1

Iniciativa Liberal congratula-se por "cativar" jovens e "recuperar" abstencionistas

Rodrigo Saraiva pediu para se "pôr os olhos" no que o partido fez nesta campanha eleitoral.
Lusa 26 de Setembro de 2021 às 22:03
Rodrigo Saraiva
Rodrigo Saraiva FOTO: Direitos Reservados
O porta-voz do Iniciativa Liberal (IL) congratulou-se este domingo, no Porto, por o partido ter conseguido "cativar jovens" e "recuperar abstencionistas" para as listas do partido, considerando que contribuiu para baixar a abstenção nas eleições autárquicas de 2021.

"Trouxemos para estas eleições mais de três mil pessoas que participaram nas listas da Iniciativa Liberal por todo o país. Temos sido também capazes de cativar muitos jovens, nomeadamente primeiros votantes, não os deixando irem engrandecer aquilo que é a abstenção e serem atores ativos daquilo que é a democracia em Portugal e também recuperar abstencionistas para participarem", declarou Rodrigo Saraiva na sede do Iniciativa Liberal, localizada perto do Estádio do Bessa, no Porto.

A abstenção nas eleições autárquicas deste domingo situou-se entre 45% e 50%%, de acordo com projeções divulgadas pela RTP e pela SIC.

Segundo a sondagem divulgada pela RTP às 20:00 horas de Lisboa (19:00 nos Açores), desenvolvida pela Universidade Católica, a taxa de abstenção ficará entre os 45% e os 50% -- um dos valores mais altos de sempre, podendo superar o máximo atingido há oito anos.

O porta-voz do Iniciativa Liberal pediu para se "pôr os olhos" no que o IL fez nesta campanha eleitoral, considerando que as soluções do partido podem "ajudar a contribuir para baixar a abstenção nas próximas eleições".

"Achamos que importam as soluções que nós trouxemos para o espetro político para Portugal, pedindo assim que ponham os olhos na Iniciativa Liberal e que possivelmente isso poderá contribuir para baixar a abstenção nas próximas eleições, nomeadamente trazer muito mais pessoas para aquilo que é a intervenção democrática, a intervenção política, a intervenção partidária em eleições", disse.

Segundo Rodrigo Saraiva, muitas das pessoas que participaram nas listas do IL faziam parte da ala abstencionistas em Portugal.

"Muitas das pessoas com quem contactámos, muitas das pessoas que têm participado na Iniciativa Liberal, são pessoas que eram da abstenção e que agora participam convictamente" na vida política, defendeu.

O porta-voz do IL acrescenta que o partido trouxe para estas autárquicas novas ideias para Portugal, que funcionam em muitos países.

"Temos sido consistentes, temos sido coerentes, com energia, com irreverência, mas muita responsabilidade e por isso acreditamos temos sido um bom contributo para mais pessoas a participar na política em Portugal e por isso é que acreditamos que o futuro é liberal", sustentou.

O IL apresentou-se, pela primeira vez, às eleições autárquicas com 43 candidaturas próprias e sete em coligação, concorrendo a um total de 51 municípios, anunciou este domingo a força política.

Nas últimas eleições autárquicas, realizadas em 01 de outubro de 2017, a abstenção foi de 45,03% -- a segunda percentagem mais alta em eleições locais.

O recorde foi atingido nas autárquicas de 2013, nas quais se registou uma abstenção de 47,40%.

Ver comentários