Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
7

Partido Popular Monárquico do Porto diz que principais perdedores são os órgãos que fiscalizam as eleições

Diogo Araújo Dantas afirma que o "Presidente do regime e a Assembleia do regime" também fazem parte dos "perdedores".
Lusa 26 de Setembro de 2021 às 23:02
Diogo Araújo Dantas
Diogo Araújo Dantas FOTO: Direitos Reservados/Facebook
O Partido Popular Monárquico (PPM) do Porto disse que os "principais perdedores" das eleições autárquicas deste domingo "são os órgãos que fiscalizam as eleições, a Comissão Nacional de Eleições e a Entidade Reguladora para a Comunicação Social".

Em comunicado enviado às redações, após serem conhecidas as primeiras projeções, o candidato do PPM/Porto, Diogo Araújo Dantas, acrescenta que o "Presidente do regime e a Assembleia do regime" também fazem parte dos "perdedores" das autárquicas.

"Portugal está num processo profundo de regressão democrática. A abstenção é um dos sintomas desta catástrofe. Aparentemente haverá entre 0 e 1% aos quatro partidos fora dos 'sete candidatos' da comunicação social. Além da comunicação social 'mainstream', que relativamente ao Porto andou a pregar que só haveria sete candidatos, também as empresas de sondagens têm de ser investigadas. Lembro que houve sondagens que deram 59% a Rui Moreira", lê-se no comunicado.

Ver comentários